PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Na biografia de Zózimo

2017-05-13 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Na biografia de Zózimo, um dos melhores livros que já li, autor, Joaquim Ferreira dos Santos, derrapa numa informação.


Ele afirma que “pantera” foi criação de Ibrahim Sued, batizando bela Sílvia Amélia (na época) Marcondes Ferraz.


Acontece que “pantera” surgiu no final do século XIX, na literatura inglesa.


Era assim que escritor irlandês Oscar Wilde chamava os garotos com quem fazia programa.


Oriundos das classes mais baixas, eram pagos e levados por ele para os melhores restaurantes de Londres.


Ele costumava dizer “Encontro com Pantera”, estiveram no cerne de sua prisão e ruína.


AFORISMOS

Mauro Mota: Ninguém briga com barbeiro quando está fazendo a barba. Com as pabulagens que conta, este cara já quebrou tantas casas que devia viver numa zona descarada.

 

AFORISMOS

Mauro Mota: A existência das coisas depende só de acreditarmos nelas. Placas de portão de cemitério, “Reina a paz em todo o país”. Tantas joias verdadeiras, davam para desconfiar que aquela mulher era falsa.

 

AFORISMOS

Mauro Mota: Anúncio de lojas: “Vende-se pano para as mangas em diversas padronagens”. Aquele desfalque esquentou a frieza dos números. Não para amanhã o que pode fazer hoje, assim é melhor morrer agora.

 

RONDA DOS NATAIS

Hoje, sábado 13 maio: Dom José Antônio, arcebispo metropolitano de Fortaleza. Regina Uchoa, mulher de imortal da Academia, que foi presidente da OAB e senador no final do mandato de Wilson Gonçalves. Sílvia Leal, filha de Sílvio e Vera Sílvia de Castro, mulher do Rafael, caçula do meu insubstituível amigo Sílvio Leal. Ary Alencar Araripe, o mais longo presidente do Náutico Atlético Cearense, criador do Carnaval da Saudade. Marta Cambraia, foi primeira-dama de Fortaleza.

 

BON MOT

Nunca é tarde demais nem cedo demais para filosofar, para refletir sobre a arte de viver. (Epicuro)

 

Adriano Nogueira

TAGS