Participamos do

A dor física da tabela do IR

00:00 | Abr. 29, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

 

Amanhã acaba o prazo para fazer a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Ao tempo em que declaram, as pessoas sentem o quanto a tabela causa uma dor física. Educação, por exemplo. A dedução já é repetente dois anos sem correção. O valor dedutível é de até R$ 3.561,50 por dependente. De acordo com o levantamento feito pela EY (a antiga Ernst & Young), a defasagem chega a 88,4%.

Segundo a EY, caso o valor houvesse sido reajustado pela defasagem da tabela do IR desde 1996, a dedução seria de R$ 6.709,90, chegando ao dobro do permitido hoje. Não é apenas o valor que é defasado. O rol de cursos dedutíveis é curto. Pela regra da Receita, somente o ensino regular pode ser abatido da base de cálculo do Imposto de Renda. Cursos de idioma e livres, como informática, música, fotografia e esportes não integram a lista.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em Portugal, o país que um dia aplicou a Derrama aqui na então colônia, as refeições escolares são dedutíveis. “Assim como gastos com livros e jardins de infância”, afirma Antonio Gil, sócio de impostos da EY.

Tabela defasada, mais gente a pagar. Pela tabela do IR, isenção apenas para quem ganha até R$ 1.903,98. Nas contas da EY, havendo correção, o piso subiria para R$ 3.587,09. Citando dados da Receita, aponta o número de declarantes em ascensão nos últimos anos. Mais de 26 milhões de pessoas declararam os rendimentos em 2014. No ano passado, 28,5 milhões. Em 2018, prováveis 28,8 milhões.

 

JOGO RÁPIDO

IPLANCE Justiça seja feita. Antes do Ipece, em festa pelos 15 anos, veio o Iplance, com vasto currículo, especialmente na Era Tasso. Tinha equipe valorosa e deixou frutos importantes.

 

PLANO

Caixa e radar

O CFO do Hapvida, Bruno Cals, 33, disse à Coluna que a empresa possui mapeados os ativos que têm sinergia com o modelo de negócios. No Brasil Inteiro. “Tudo é uma questão de oportunidades”. Dos cerca de R$ 3 bilhões lançados na Bolsa, 78% vão para o caixa da empresa (emissão primária). O restante para os acionistas. O comando do Hapvida segue em Fortaleza.

 

DETRAN

Seis

Para renovar a sua CNH, o contribuinte gastou em média uma hora na tarde da última sexta-feira na loja do Detran no shopping RioMar. As esperas por etapas são curtas. O que chama a atenção é a quantidade de fases. São seis ao todo, desde a hora da chegada ao balcão até o exame médico. Seis etapas, seis funcionários. Amanhã para tudo. O governador deu folga.

 

WASHINGTON

Anuário do Ceará 2018-2019

O escritório de aquisição da Biblioteca do Congresso Americano, responsável pela compra também para universidades nos Estados Unidos, levará para Washington o Anuário do Ceará, cuja edição 2018-2019 será lançada em junho.

 

UM CAFÉ COM

 

René Contreras, diretor do escritório de Turismo da República Dominicana no Brasil

 

JL – O que o país tem como estratégia para o mercado do Brasil hoje?

René Contreras – Nós temos uma estratégia de fortaleza para 2018. Fortalecer o produto em geral. Temos grandes polos turísticos. Santo Domingo, a capital, que foca no segmento histórico cultural, como também uma parte ecológica, como um circuito de cavernas. Mas há praias, como Boca Chica e Juan Dolio. A capital é o segundo destino principal, depois de Punta Cana, que tem os grandes resorts, com a maior rede hoteleira. Há destinos de montanha.

JL – Vocês incluíram Fortaleza em uma série de eventos pelo Brasil. Naturalmente, pelo voo da Copa Fortaleza-Panamá, donde parte para lá.

René – Claro que sim. E entendemos que é uma cidade estratégica para fortalecer a região e uma oportunidade única para as agências de viagens para conhecer em maior profundidade o produto República Dominicana. Importante destacar que nós somos conhecidos como destino de praia, mas temos uma infinidade de ofertas complementares que podem ser importantes. História, cultura, gastronomia e ecoturismo.

JL – Nesta efervescência do mercado aéreo do Ceará, com hub e novos voos, que estratégia o senhor sugeriria para o Estado não ser apenas um lugar de conexões, como o Panamá, e reter turistas?

René – É preciso identificar quais são os produtos que podem ter maior impacto Por enquanto é uma oportunidade única de planejamento pelo Governo com o setor privado.

 

HORIZONTAIS

 

OLHOS DE DONOS. O time de investidores da Clínica SIM visitou quatro unidades. No grupo, Rodrigo Galindo (CEO da Kroton-Anhanguera); Carlos Degas Filgueiras (CEO da Adtalem Brasil); Ari Neto (fundador do SAS); e representantes dos fundos Monashees e Temasek. Dizem ter feito um “cliente oculto” na unidade do North Shopping e garantem que estava tudo ótimo.

CONCURSO. O Comando da Aeronáutica vai contratar temporariamente 637 novos servidores civis. De nível superior, médio e auxiliar, como serventes e cozinheiros. Todos na Amazônia.

MERCADO IMOBILIÃRIO. O programa desta segunda, ao vivo, às 3 da tarde, na rádio O POVO-CBN, será transmitido direto da Reali, que realiza ação de venda com 20 construtoras em sua sede. O entrevistado será o diretor da Reali, Ladislau Nogueira.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente