Noite de música na intimidade do palco 

PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

Noite de música na intimidade do palco

2018-09-11 01:30:00

Toda vez que vou ao Cineteatro São Luiz, sinto-me abençoado por usufruir do que ele representa como lugar sagrado da arte. Hoje à noite será um desses momentos de experienciação de algo especial, com o espetáculo Sentimental Demais - Marcos Lessa canta Evaldo Gouveia. O formato intimista dessa apresentação, com artistas e plateia juntos no palco principal, possibilita um exercício de clariaudiência pela harmonia da proximidade.

 

A paisagem sonora, quando em reduzido campo visual, se projeta mais facilmente para dentro de quem se faz presente em closes de vibrações e sensibilidades. Comemorar os 90 anos de Evaldo Gouveia em tamanho aconchego e com um show de Marcos Lessa, artista de 27 anos que se firma como um dos grandes intérpretes brasileiros, é celebrar a música, sua grandeza, beleza e atemporalidade.

 

Marcos Lessa e Evaldo Gouveia são contemporâneos, independentemente da data em que nasceram. São contemporâneos porque cantam com muito talento e em profundidade os sentimentos amorosos humanos, modulando em toque verbal, melodioso e rítmico os ecos dos corações apaixonados de todo o tempo. O encontro dos dois com o público, em estado de ecologia acústica, promete canções cativantes em ponto de leveza e envolvência.

 

Louvo a coragem de artistas que não têm receio de serem sentimentais em um mundo de intolerâncias; artistas que acreditam na força da música romântica, mesmo em época de propagação do desamor. O repertório de Evaldo é um repertório de clássicos da música brasileira e a voz de Lessa uma das mais bonitas do Brasil. Ambos têm luz própria e isso torna Sentimental Demais um sarau de sublimação.

 

Evaldo Gouveia é mais do que um ícone do momento em que a música do Ceará alcançou maior repercussão e influência no Brasil, lá pelo final da primeira metade do século passado, quando os grupos vocais dominavam a cena e ele integrava o Trio Nagô, com Mário Alves e Epaminondas. Suas composições individuais e em parceria com Jair Amorim foram gravadas pelos mais destacados intérpretes do País.

 

Cantor de palco e de estúdio, dono de apurada técnica vocal, primorosa espontaneidade interpretativa e coração aberto, Marcos Lessa associa-se ao rol de grandes estrelas nacionais que cantaram com distinção a obra de Evaldo Gouveia ao longo de décadas. Dalva de Oliveira (1917 - 1972), Nelson Gonçalves (1919 - 1998), Ângela Maria, Cauby Peixoto (1931 - 2016), Alaíde Costa, Altemar Dutra (1940 - 1983), Gal Costa, Maria Bethânia, Wilson Simonal (1938 - 2000) e Emílio Santiago (1946 - 2013) são alguns desses nomes consagrados.

 

A voz de Marcos Lessa pode ser reconhecida com facilidade. É um canto natural, intenso, profundo e carregado de suavidade. Ele domina o microfone amando as palavras em gestos, textura e timbre dos que honram o dom divino de cantar. Em shows que realiza por todo o Brasil, o cantor cearense, que recentemente ganhou o título de cidadão acreano, rema pelos mares e rios da brasilidade como pássaro urbano defensor da natureza.

 

A afinidade sincera com a abundante e preciosa obra de Evaldo Gouveia amplia o espaço de voo de Marcos Lessa pela exaltação mútua entre a sua bela voz e tão belas composições. Agrada ver e ouvir os dois nessa trilha sonora de empatia, admiração e afago. Sentimental Demais é energia de poderosa comunhão.

 

TAGS