PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

O ingênuo Aécio, o primeiro a ser comido no PSDB

2018-04-18 01:30:00
NULL
NULL


“Fui ingênuo”, disse o senador Aécio Neves (PSDB) ao se defender das denúncias de pedir - e receber - R$ 2 milhões. Vale recordar os termos da gravação de Joesley Batista com o tucano.

Eles tratam da forma de entrega do dinheiro:

Joesley: Tem que ver, você vai lá em casa ou...

Aécio: O Fred.

Joesley: Se for o Fred, eu ponho um menino meu pra ir. Se for você, sou eu. (risos)....

Aécio: Pode ser desse jeito (risos)

Joesley: Entendeu? tem que ser entre dois, não dá pra ser...

Observe-se o cuidado nas tratativas para entregar o dinheiro. Joesley disse que receberia o senador em casa, se o próprio tucano fosse lá buscar. Se Aécio preferir emissário, ele mandaria “um menino meu”, como se referiu.

Poderia ser uma transferência bancária, não poderia? Vai ver, na verdade, o mineiro é mesmo é um desconfiado. Não acredita no sistema bancário. Guarda dinheiro no colchão. Como convenceu importante empresário a entrar nessa, eu não sei.

Ou talvez Aécio fosse mesmo ingênuo: andar com dinheiro por aí, perigosas como andam as coisas…

O PORTADOR

Mas Aécio não é tão ingênuo assim. Ele resolveu que não iria buscar o dinheiro, sair por aí carregando milhões. Então, decide mandar alguém. E não qualquer um.

Aécio: Tem que ser um que a gente mata ele antes dele fazer delação (risos).

Joesley: (Risos) Eu e você. Pronto.. ou o Fred e um cara desses... pronto.

Aécio: Vamos combinar o Fred com um cara desse. Porque ele sai de lá e vai no cara. Isso vai me dar uma ajuda do c*. Não tenho dinheiro pra pagar nada. Sabe porque eu tenho que segurar esse advogado? Queria indicar o Toron pra ele. A melhor imagem é a do meu avô, com a avaliação lá de 600 pra segurar o cara. Porque não tem mais, não tem ninguém que ajuda.
[FOTO1]

CONDIÇÕES E GARANTIAS

Aécio demonstra ingenuidade na conversa, sim. Em sua defesa, o senador diz que ali havia tratativas de empréstimo. Nesse caso, ele errou feio. Não discutiu condições ou prazos. Não afirmou se haveria juros ou não. Nisso ele pode ter sido inocente.

Ele ou Joesley. Porque, por outro lado, em nenhum momento gravado das “tratativas” é dito que é um empréstimo. O empresário diz que a irmã do tucano, Andréa - também ré na ação - conversou com ele e fez o pedido. “Ela me falou de fazer dois milhões, pra tratar de advogado”. Não é dito que é empréstimo. Não é dito que o dinheiro será devolvido algum dia. A considerar que Joesley estava com gravador, acho que o ingênuo também não era ele.

O fato é que tudo isso não basta para condenar ninguém. Em tese. Porém, os tribunais andam divididos e os entendimentos jurídicos, flexíveis.

O PRIMEIRO

Sergio Machado, que abriu a série de gravações reveladoras da política nacional, teve algumas frases sobre Aécio na conversa com Romero Jucá (PMDB-RR): “Quem não conhece o esquema do Aécio?”. E mais: “O que que a gente fez junto, Romero, naquela eleição, para eleger os deputados, para ele (Aécio) ser presidente da Câmara?”. Mas, nenhuma ficou tão marcada quanto: “O primeiro a ser comido vai ser o Aécio”.

Aí talvez esteja a prova de ingenuidade.

Gabrielle Zaranza

TAGS