O ano novo, a CNI e as ameaças ao sistemas
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

O ano novo, a CNI e as ameaças ao sistemas

2018-12-26 01:30:00
NULL
NULL

O espírito natalino não conseguiu resolver uma pendenga que promete render a partir de janeiro, quando Jair Bolsonaro tomar posse: a relação da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) com a equipe econômica do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Isso, porque Guedes não abre mão de corte o orçamento do Sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Senac e Sebrae) em 2019, justificando ter chegado a hora do empresariado dar sua cota de sacrifício, pois a CUT, sem contribuição sindical, já fez o seu sacrifício. O problema é que o presidente da CNI, Robson Andrade e seu grupo se sentem não só revoltados, mas traídos. Eles querem as reformas de um governo que teve o apoio da entidade, mas avaliam que mexer no dinheiro do Sistema S é absurdo, pois a verba é oriunda de contribuição patronal. A turma de Guedes não vê dessa forma e diz que quer cortar 30%, mas, se não vier acordo, dará uma faca de 50%. Na base, federações das indústrias, o clima é de revolta. O presidente da Fiec, Beto Studart, por exemplo, vai passar o Réveillon fora do País e, portanto, sem conferir o ato de posse de Jair Bolsonaro.

 

S.O.S OBRIGATÓRIO

 

A disponibilização de ambulância UTI Móvel em eventos esportivos agora é obrigatória em território cearense. O governador Camilo Santana sancionou lei, de autoria do deputado e médico Carlos Felipe (PCdoB), nesse sentido.  Que tenha Samu à vontade, torcemos.

 

PROJETO TASSO

 

Após as festas de fim de ano, o senador Tasso Jereissati (PSDB) cairá em campo em busca de votos para ganhar a presidência do Senado. Ele já comunicou à família e aos tucanos locais que este é um dos seus projetos para 2019. Até virou amiguinho de Cid Gomes.

 

FACA & GARFADA

 

Camilo Santana reúne hoje, a partir das 8 horas, pela última vez, seu secretariado. Em clima de agradecimentos, pois oferecerá almoço, num dos salões do Palácio da Abolição. Até sexta-feira, deve anunciar nova equipe.

 

APESAR DAS FACÇÕES

 

O secretário André Costa, da SSPDS, bombardeado, e muito, nos últimos meses, por conta de chacinas e o recente caso de mortes de reféns em Milagres, está convicto num ponto: vem reduzindo número de homicídios no Estado. Apesar das impiedosas facções.

 

SALDO POSITIVO

 

Nesta quarta-feira, às 14h30min, o presidente do BNB, Romildo Rolim, dará coletiva, em seu gabinete no Passaré, em Fortaleza. Divulgará resultados alcançados pelo banco neste ano. Um deles: cerca de R$ 30 bi liberados via Fundo Constitucional.

 

65

por cento dos brasileiros acham que a economia do País irá melhorar em 2019, quando começará a Era Bolsonaro. É o que aponta pesquisa Datafolha.

 

SÓ MILAGRE?

 

E aí, cadê as imagens de empresas do entorno da tragédia de Milagres? O Ministério Público Estadual, por exemplo, faz apelo a quem puder colaborar com a investigação.

 

PÓS-RÉVEILLON

 

O Ministério Público Estadual vai mergulhar nas festas de Réveillon que as prefeituras promoverão. Calma! Com lupa para conferir direitinho a prestação de conta dos gastos depois da farra.

 

LUZES DA CIDADE

 

Caucaia (RMF) foi contemplada pelo Ministério da Segurança Pública e Ministério do Planejamento e terá sua iluminação publica ampliada, dentro de projeto que deve melhorar a segurança em pontos com atividades urbanas noturnas. São 19 cidades no pacote.


POIS TÁ! 

[FOTO1]

Quem conversa com o governador Camilo Santana sobre seu novo secretariado, que deve depois de amanhã, ouve uma certeza: muda em algumas áreas, mas a maioria fica. Hoje, a partir das 8 horas, Camilo faz o encontro do adeus no Abolição.

 

SOBE

 

Marília Mendonça, uma das atrações do Réveillon de Fortaleza. Sem dúvida, este 2018 foi o ano de sucesso dessa artista.

 

Desce

 

Transposição do São Francisco, tão prometida para chegar ao Ceará, por meio do canal de Jati (Região do Cariri). E nada.

 

HORIZONTAIS_ 

 

A UFC encerra 2018 emplacando mais dois docentes como membros da Academia Brasileira de Ciências: Pierre Basílio Fechine, do Departamento de Química Analítica e Físico-Química, e Roberto César Júnior, do Departamento de Fisiologia e Farmacologia. /// Repercutiu, nacionalmente, a escolha de Ângela Gutierrez para a presidência da Academia Cearense de Letras, com mandato a partir de janeiro. Vários intelectuais não só aprovaram, como diziam que certo machismo já deveria ter sido extinto na entidade. /// Só lembrando: "Faltam cinco dias para o Ano Novo. E aí, vai sentir saudades do Temer?!"

ELIOMAR DE LIMA

TAGS