Para onde vão os cargos de Eunício?
PUBLICIDADE
Notícias


Para onde vão os cargos de Eunício?

Política

01:30 | 12/11/2018
NULL
NULL
Dentre as muitas interrogações criadas pela vitória de Jair Bolsonaro (PSL), uma gera maior expectativa entre políticos cearenses: Para onde irão cargos de Eunício Oliveira (MDB) no governo federal? Detentor hoje de pelo menos cinco indicações de peso em diretorias de órgãos federais no Ceará, o senador do MDB entrará 2019 sem mandato e - muito provavelmente - qualquer espaço no governo Bolsonaro, em Brasília ou por aqui.

 

Dono de prestígio ímpar com Michel Temer (MDB), Eunício se despede em 1º de janeiro de indicações de diretores na Companhia Docas do Ceará, no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e, principalmente, no Banco do Nordeste (BNB), além de uma série de cargos de menor impacto em vários órgãos do Planalto no Ceará.

 

A perda do espaço, no entanto, não parece incomodar o emedebista, hoje em linha direta contra o governo Bolsonaro no Legislativo. Sendo pautando projetos inconvenientes para o novo governo (como o aumento de salários do STF) ou desdizendo ordens do próprio Bolsonaro (como liberação de jornalistas em evento do presidente eleito no Congresso), Eunício deixa claro que não tenta sequer ensaiar "acordão" para ficar com as vagas.

 

Resta saber, no entanto, para onde irão parar espaços de tamanho prestígio. Hoje, as bolas da vez no Estado são sobretudo nomes do próprio PSL - liderado sobretudo pelo deputado federal eleito Heitor Freire, autodeclarado "soldado" de Bolsonaro - ou do Pros - liderado no Estado pelo deputado federal eleito Capitão Wagner e o senador eleito Luís Eduardo Girão.

[FOTO1] 

A alegria de bolsonaristas, no entanto, pode ser menor. Sinalizando levar sim em conta as indicações políticas na formação do governo (ministra ruralista da Agricultura que o diga), Bolsonaro deixa dúvidas sobre como outros partidos, inclusive do famoso "Centrão", serão contemplados no governo. Vale destacar que, entre cargos de Eunício, estão órgãos fundamentais para a região Nordeste, hoje reduto da oposição a nível nacional.

 

Tá feio

 

É impressionante a forma como a pauta moral tem tomado conta de Casas Legislativas no Ceará. De algumas semanas para cá, vereadores e deputados estaduais têm multiplicado em progressão geométrica os discursos diários contra perigos da "ideologia de gênero" ou o que seja. Nada contra o parlamentar defender suas pautas ideológicas como queira, mas a repetição ad nauseam de críticas de pouco fundamento e muitas vezes baseadas em fake news cansa. Na última semana, sobrou até para uma questão do Enem que usou um exemplo LGBT para cobrar interpretação de texto. Dados sobre violência e seca divulgados na semana passada, por outro lado, passaram batido. Com a onda Bolsonaro à toda, pode parecer até oportunismo.

 

Nunca critiquei

 

Após a vitória de Jair Bolsonaro nas urnas, surgiu nas redes movimento de oposicionistas que, em tom de brincadeira, defendem permanência de Michel Temer no Planalto. O "Fica Temer", pelo visto, parece ter caído nas graças também de deputados estaduais e federais cearenses. Até meses atrás opositores ferrenhos do presidente - ou "golpista" -, parlamentares do PDT têm se desdobrado em discursos elogiosos aos emedebista nos últimos dias. Na última sexta-feira, foi a vez de Sérgio Aguiar (PDT) fazer o mesmo.

TAGS