PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

A vida afetada pelas dores nas costas

00:00 | 07/01/2018
OMS alerta que 80% da população vai sofrer de dores nas costas
OMS alerta que 80% da população vai sofrer de dores nas costas

1 Tempo de férias é momento de curtir a vida e também época de reservar um horário na agenda para cuidar da saúde. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população mundial irá sofrer com dores nas costas, no decorrer da vida. E, se você já é acometido desse mal, saiba que pode sim se livrar das dores que atrapalham e muito a vida e, em casos mais severos de dor, podem comprometer a mobilidade do corpo.

2 Um dos principais problemas de dores nas costas é a lombalgia, caracterizada por uma dor na região lombar do corpo, que as pessoas popularmente chamam de “dor nos quartos” ou “dor nos rins”, próxima à bacia, na área mais baixa da coluna. E as dores podem se prolongar para a parte frontal das coxas, não muito além dos joelhos, e região dos glúteos.

3 “A lombalgia se trata de uma causa frequente de morbidade e incapacidade, sendo ultrapassada somente pela cefaleia, na escala dos distúrbios dolorosos. No entanto, em apenas 15% das lombalgias, temos como identificar uma causa específica”, lamenta o neurocirurgião Alander Sobreira, que participou, pela primeira vez, da nossa revista O POVO Saúde & Beleza. Daí, a dificuldade de diagnóstico e o tratamento das dores. “Muitas vezes, não conseguimos fazer uma relação exata de achados clínicos e os estudos de imagens”, diz Alander Sobreira.

4 O aconselhável é, quando a dor surgir, procurar de imediato um médico especialista em coluna vertebral (neurocirurgião ou ortopedista) para avaliação e se, necessário, realização de exames complementares. Os mais comuns são Raio-X, tomografia computadorizada, ressonância magnética e eletroneuromiografia. “A ausência de tratamento pode provocar dor crônica incapacitante ou várias complicações e consequências neurológicas”, alerta Alander Sobreira.

5 O tratamento da lombalgia segue uma sequência de ações recomendadas pelo neurocirurgião, que evoluem de acordo com os achados clínicos. “Desde repouso, uso de medicamentos, fisioterapia (RPG, pilates e osteopatia), procedimentos percutâneos (infiltrações, facetaria e foraminal), rizotomia por radiofrequência, até cirurgia, nos casos mais graves”.

6 E o melhor é mesmo evitar as dores nas costas através de ações simples do dia a dia, com estilo de vida mais saudável, de acordo com as orientações de Alander Sobreira. “Mantenha-se no peso ideal, adote uma boa postura corporal ao caminhar, sentar e dormir, não pratique atividade física que cause estresse à coluna vertebral, mantenha uma rotina de atividade física supervisionada por um profissional, procure realizar alongamentos durante o dia e durante as caminhadas, não passe muito tempo sentado nem em pé, evite a automedicação e procure sempre orientação médica e, neste Ano Novo, abandone maus hábitos, como o tabagismo”, aconselha.

Bate-pronto

 

Na primeira coluna Beleza & Saúde de 2018, trago um pouco da história do cirurgião plástico Erik Nery, que se destaca em sua profissão. Casado com a também médica Lia Belchior, e pai de João, 5, e Valentina, 3, é preceptor da residência no Hospital Geral de Fortaleza e participa, atualmente, de pesquisa sobre restauração de feridas e se dedica a atender pacientes em sua clínica, sempre concorrida.

O POVO – Como você se descobriu cirurgião plástico?

EN- Depois de 2001, quando saí da graduação, na Universidade Federal do Ceará, iniciei minha residência em cirurgia geral, depois fui me especializar em oncologia. Foi após fazer cirurgia de amputação em uma criança, que dei conta de que minha vontade era pensar modos de restabelecer meus pacientes. Pensei naquela criança sem o braço, na dificuldade para brincar. Aí acendeu uma luz e veio uma palavra à minha mente: reconstruir. É isso que eu quero fazer da minha vida.

OP – E da Oncologia você migrou para a cirurgia plástica?

EN – Isso. Mudei de especialidade e encontrei facilidade devido ao meu antigo talento de desenho geométrico. Dentro da cirurgia plástica se encaixam a geometria, a simetria.

OP – E da cirurgia plástica reconstrutora, o senhor se interessou também pela estética?

EN – Meu interesse pela estética veio após entrar na equipe do renomado cirurgião plástico Ivo Pitanguy. Ter sido residente dele, entre 2006 e 2008, abriu-me portas, aprendi com ele diretamente. Qualquer momento com o Pitanguy se transformava numa aula. Ele conseguia produzir conhecimento numa conversa qualquer de almoço ou café. Era impressionante.

GASTRONOMIA FUNCIONAL

PURÊ DE MACAXEIRA

A nutricionista Talita Alencar, da Diagnocel, surpreendeu os convidados com um buffet saudável, preparado com Ensure (suplemento em pó proteico) e com os lançamentos dos suplementos alimentares Osmolite HN, o Jevity e a Glucerna (que faz o maior sucesso), nas versões de 1 litro. Segue a receita de purê de macaxeira que você pode usar para incrementar o escondidinho de carne de sol ou de frango. Mais receitas em: www. ensure.abbott/br

INGREDIENTES

2 xícaras de chá (350 g) de macaxeira amassada, cozida até quase se desmanchar

¼ de xícara de leite

½ colher (sopa) de manteiga sem sal

4 colheres (sopa) de cebola picada

1 pitada de cominho triturado na hora

Sal a gosto

6 medidas rasas de Ensure baunilha (52,3 g) diluídas em ¼ de xícara de água (60 ml)

PREPARO

Amasse a macaxeira quente e misture com o leite. Aqueça a manteiga e junte a cebola, numa panela, deixe dourar. Junte a macaxeira amassada com o leite e misture bem. Junte o cominho em pó e o sal. Misture bem e deixe no fogo, mexendo sempre, até virar um purê consistente. Junte o Ensure e desligue o fogo. Mexa bem.

 

Galeria

Fisiteorapeuta dermato-funcional Eurides Araújo traz a Fortaleza, a tecnologia do aparelho Crio Thermo Master. “A nova criolipólise combina o resfriamento tecidual com bioativação celular, muscular e térmica”, entrega.

Dermatologista Kaline Ferraz começa 2018 muito bem acompanhada do cantor Luan Santana, no Blue Day SPA

Nutrólogo Fred Carioca em forma, para 2018. Ele comemorou a chegada do Ano Novo, com amigos, no GolfVille, no Porto das Dunas

 

Por Roberta Fontelles Philomeno