PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Alan Neto: Há sinceridade nisso?

2019-01-11 01:30:00

- ATÉ onde o galo cantou e a coruja piou, o técnico Marcelo Vilar, após duas derrotas consecutivas teria entregue o cargo. Há sinceridade nisso?

 

- BOATOS no mundo tanto pode quanto pode não ter fundamento. Digamos que não tenham, quer dizer, ele permanecerá.

 

- PERDER para o Atlético-CE e três dias depois pro Guarany-S, seis pontos em tão curto espaço de tempo, não há explicação, muito menos justificativa.

 

- POR enquanto fontes corais não confirmam, porém, com um pé na frente, outro atrás. Tradução - se acontecer uma terceira derrota, ou ao menos empate, o olho da rua é logo ali.

 

- PARA os números, que não mentem, numa fase cano curto, perder seis pontos seguidos em 21, a serem disputados, representam 28% do terreno perdido. Uma gleba e tanto.

 

- DETALHE a ser ressaltado. Contra os dois adversários, presumivelmente fracos, o Ferrão era o franco favorito. Presumir em futebol é pecado venial.

 

- PIOR das hipóteses Marcelo Vilar equilibra-se numa corda bamba. Não estava em seus planos, muito menos da torcida coral, pois se dela dependesse Arnaldo Lira já teria assumido.

 

- DETALHE a mais. Se Vilar cair, que leve com ele o gerente de futebol Jurandi Júnior, responsável direto por tantos reforços ruins que entupiram a Barra do Ceará.

A BRONCA É LIVRE

 

- COMO perguntar não ofende, nem tira pedaço, alguém da diretoria pelo menos teve a ousadia de perguntar ao treinador o que levou o Ferroviário perder em dois jogos seguidos, seis valiosos pontos? Consta que nem se aproximar da carranca do Vilar alguém teve coragem de chegar...

FAÇAM FILA...

 

- ESTA não é boato. É vero. O Atlético-MG mostrou interesse pelo lateral-esquerdo Felipe Jonatan, revelação do ano do Ceará e do futebol cearense.

 

- VEIO de lá com uma proposta tão ridícula que Robinson de Castro preferiu achar que era piada de português. Quanto? R$ 2 milhões.

 

- MULTA contratual de Jonatan é duas vezes mais alta que a do goleiro Éverson, ainda sobra troco - R$ 15 milhões.

 

- QUEM no futebol brasileiro terá este dinheiro pra adquirir um lateral-esquerdo, por melhor que seja, quanto mais revelação? Resposta óbvia - ninguém.

 

- SE Robinson achou graça da proposta do clube mineiro, este deve ter dito lá com seus botões - ou o futebol cearense acha que é o melhor do Brasil ou alguém lá está no mundo da lua...

PENTE FINO

 

- POR acaso algum torcedor do Fortaleza sabia que no clube foi criado um centro de inteligência (Cifec)? Poucos sabem.

 

- FUNCIONA assim. Três funcionários coletam dados sobre jogadores em todo o Brasil (que programão!), traçando perfil de cada um deles. O trio sob a supervisão do gerente de futebol, ali de prontidão. A que ponto o Papellin chegou...

 

- NA prática, se o técnico Ceni precisar de algum reforço pra determinada posição recorre ao Cifec. O último foi o volante Gabriel Dias, do Internacional.

 

- ADMIRA muito duas coisas. Primeira - Ceni não ter lembrado de recorrer ao setor por um leque de zagueiros, pois atualmente só existem dois no elenco.

 

- SEGUNDA coisa que o centro de inteligência não tivesse coragem de informar ao técnico que zagueiros livres e disponíveis o mercado tem uma floresta.

 

- DUAS, uma. Ou há ruído de comunicação ou, por outra, nenhum deles tem coragem de se aproximar de Ceni pra fazer a sugestão. Com medo de levar uma bronca.

 

CULPADA É A POLTRONA

- PRA mostrar que no Ceará quem manda é ele, o técnico Lisca determinou ao goleiro Everson treinar em separado até segunda ordem.

 

- CASTIGO ao goleiro por ter se ausentado dois dias dos treinos por conta daquela patuscada do Santos, que acabou gorando.

 

- SABEM qual foi o revide do Everson? Resolveu mudar de empresário, responsabilizando-o pelo fracasso das negociações, quando a história é bem outra. Sobrou pro coitado do empresário.

 

- REMETE a história do sofá. Aquela que todos conhecem. Como ele não tinha a menor culpa das estrepolias se faziam ali, melhor solução encontrada foi a de vender o sofá...

ALAN NETO

TAGS