PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Alan Neto: Fumaça & Fogo

2018-12-28 01:30:00

- QUE o Grêmio estava de olho no goleiro Éverson, não é de agora. Tentou pelo menos três vezes, não conseguiu. Empecilho maior, a multa contratual de R$ 6 milhões. Esta palavra (multa contratual) tornou-se maldita no futebol brasileiro. Codinome que lhe calha bem - pagou, levou.

- O QUE antes seriam boatos, com fundo de verdade, sim, agora tornou-se real. Perda do goleiro Grohe, negociado pra Arábia, o Grêmio cresceu os olhos atrás de Éverson, com o aval do técnico Renato Gaúcho. Por enquanto há muita fumaça, mas também muito fogo.

- ROBINSON de Castro, calado por natureza, frio de fazer inveja a uma lápide, confirma. Porém, em parte. Dinheiro de sobra pra pagar a multa contratual de Éverson, o Grêmio também tem elenco sobrando pra oferecer como moeda de troca. É aí que o bicho pode pegar, dependendo da mercadoria a ser oferecida.

- CONSTA, mas aí é fumaça, por enquanto, que neste rol estariam entre outros, Lima e - pasmem - Marinho. A porca torce o rabo porque o Grêmio quer pau a pau. Negativo. Robinson, financista como é, já mandou recado - se não tiver dinheiro pelo meio, nada feito. Trata-se, claro, de jogo de cena.

TERÇO EM FAMÍLIA

- ÉVERSON como fica em tudo isso? Particularmente, na dele, assistindo o desenrolar dos acontecimentos. Enquanto espera, debulha o terço que leva pra dentro do gol em todas as partidas do Ceará. A fé, enfim, remove montanhas. Montanha, no caso aí, a inflexibilidade do presidente do Ceará.

- NEM tanto assim. Robinson de Castro sabe o que faz e aonde quer chegar. Ceará está em primeiro lugar. Assim como sabe que sem Éverson ali atrás pode significar perda irreparável. Poucos no futebol brasileiro são iguais a ele, talvez uns cinco.

- ENQUANTO o caso não tem um desfecho - talvez hoje ainda - os empresários nos bastidores fazem sua parte. Em negociação desse porte eles esfregam as mãos e lambem os beiços. O do Éverson, então, o mais interessado, perde noite de sono.

HORA DE SAIR

- ALÇAR voo mais alto quem não quer e não almeja? Há quase cinco anos, sempre titular, dono da confiança absoluta da torcida alvinegra, Éverson sabe que a hora de sair é precisamente essa. Tem mais - em termos de projeção nacional, o clube gaúcho dá de goleada no alvinegro cearense.

- VALE reproduzir o jargão radiofônico antigo, que nunca saiu da moda e os setoristas adoram - vamos aguardar o fluir dos acontecimentos...

COINCIDÊNCIAS

- FORTALEZA anunciou o baixinho Madson, sem causar qualquer tremor de terra. Raros os torcedores que se lembram dele. Com este nome, piorou.

- DIA seguinte, a diretoria tricolor, anunciou, sem trombetear, o retorno do também baixinho Edinho. Este causou melhor efeito que o veterano, apesar de café requentado.

- COMO Ceni adora jogar pelas pontas, com dois especialistas, dentro de um 4-3-3 autêntico, a coincidência entre Edinho e Madson reside precisamente no tamanho.

- CADA qual mede tenros 1,68m. Como foram contratados pra infernizar os laterais, jamais pra jogar como atacantes, onde ter bom cabeceio é imprescindível, tudo bem nada contra.

- NÃO fora uma terceira coincidência. Qual? Único atacante disponível no elenco é o (também) baixinho Éderson.

- RAZÃO pela qual o Tricolor está procurando, urgentemente, com uma lupa na mão, um galalau pra vestir a camisa 9...

POBRE, MAS NOBRE

- WALMIR Araújo, aquele que dá nó em vento, não é muito de fugir da realidade, pra não produzir sonhos.

- NO meu Trem das 5, ontem, desafiado a dizer qual seria o orçamento do Ferrão pra este ano não se fez de rogado - R$ 3 milhões.

- COMO o Ferrão é pobre, mas é nobre, este orçamento, traçando rápido paralelo, cabe dentro do que o Ceará gastará por mês. Isto é, quando o Brasileirão começar.

RASTILHOS...

... RAFAEL Sóbis para o Ceará ganhando R$ 200 mil mensais? Mão de vaca como é o Robinson, só vou vendo.../// ENERCINO resolveu cortar as tranças. Não devia ter feito isso. Ficou totalmente desfigurado. Sansão fez isso deu na melada que deu... /// TITE, na televisão com seu titês, onde só ele entende, que transforma uma pergunta num mapa do Brasil, não aguentei cinco minutos, mudei de canal. De filósofos no futebol estou de saco cheio. Tão diferente do brutamontes Felipão que numa frase só resume tudo - "quero meu time vencedor dentro de campo, sem essa de jogar bonito. Se é pra dar pau, dá pau. O que interessa é o placar". Grande Felipão!

VEJA MAIS: CEARÁ - RETROSPECTIVA DE 2018 | NA PRANCHETA #46

[VIDEO1] 

ALAN NETO

TAGS