Alan Neto: Quem quer...paga
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

Alan Neto: Quem quer...paga

2018-11-02 01:30:00

- PÚBLICO minúsculo Ferroviário x Caucaia, menos de 1 mil pagantes, imensidão do Castelão mais parecia um cemitério, apenas 1,61% da sua capacidade.

 

- FERRÃO que levou jogo pra lá, finalidade de assustar o Caucaia que nunca tinha jogado ali, deu tiro no ouvido, perdendo por 1 a 0 jogando abaixo da crítica, pior ainda.

 

- ALGO inédito, quem sabe, em qualquer estádio até hoje. Torcedor resolveu jogar em direção ao banco do Caucaia uma vassoura. Isso mesmo, uma vassoura. Como era dia das bruxas, só faltou uma delas vir voando nela...

 

- DAS coisas incríveis numa partida de futebol. Dois times medrosos e acovardados no primeiro tempo - pasmem - nenhum dos dois goleiros pegou bola chutada em direção a meta.

 

- DECISÃO de domingo, no PV todo azul, quando devia ser em Caucaia, afinal, tem estádio embora pequeno, até um prêmio pra quem chegou a final do torneio onde nem cotado estava.

 

- ALÉM de queda, coice. Ferrão levou jogo pro Castelão, arcou com todas as despesas, a partir do aluguel do campo, afora extras, dinheiro pra bancar prejuízo só pode ter saído do bolso do Neto, aquele dos tecidos...

 

CANDIDATO ÚNICO

 

- INTENÇÃO de Robinson de Castro era o de não concorrer a reeleição para mais três anos de mandato. Se dependesse da família, nunca, jamais.

 

- ATÉ fez expor razões pro Conselho Deliberativo que fechou em questão em torno de mais um mandato. Diante de tantos apelos, resolveu aceitar.

 

- PRA completar não surgiu qualquer outro candidato. Menos porque não tivesse nome, sim, fato de Robinson realizar gestão tão austera, preocupado em manter Ceará financeiramente equilibrado sem dever nada a ninguém, a partir da folha, rigorosamente em dia em seus três anos de mandato.

 

- DEFEITOS? Quem não os tem. Caso dele reconhecido pelo próprio Conselho que o elege indiretamente, presidente que mais se preocupou em ter contas em dia, as vezes esquecendo de reforçar time, contando até dez antes de fazer investimento maior.

 

BOLA DA VEZ

 

- QUIXADÁ virou bola da vez, além de xodó da torcida alvinegra.

 

- NOVE entre dez torcedores acreditam que sem ele time perderá em intensidade, lampejo e brilho.

 

- RICARDINHO que entrará em seu posto, pode até dar conta do recado, embora com aquela lentidão dos meias das antigas, aquele tipo que para a bola pra pensar duas vezes antes de fazê-la rolar. Eis a diferença.

 

COME & DORME

 

- ELENCO do Ceará, naquele enxame de come e dorme, ninguém ganha dos colombianos Reina e Cardona, volta e meia contundidos. O primeiro então parece ser de vidro.

 

- NENHUM consegue superar o Alex Amado, maior recordista de contusão, freguês do DM, pior é não vir a público dizer o que ele na verdade tem. Pra completar ainda tem mais um ano de contrato pela frente. Que praga!

 

ALÉM DA CONTA

 

- VIAGEM do Fortaleza pra Goiânia, onde enfrentará Atlético, amanhã dois detalhes chamaram a atenção.

 

- PRIMEIRO - presença de poucos torcedores, o que é normal pra quem guarda tanto mistério, depois, perdeu a graça com Tricolor já dentro da Série A, pois nem maior tsunami do mundo impedirá.

 

- E O outro detalhe? Delegação composta de 23 jogadores. Ou seja - dois times e mais um. O que fará tanta gente lá se time só entra com 11 em campo?

 

- DUAS, uma. Ou Tricolor nada em dinheiro ou só pode ser invenção do técnico Rogério Cni pra aumentar mistério de time que vai lançar, como se o adversário não soubesse...

ALAN NETO

TAGS