PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Alan Neto: Medo ou pânico?

esportes

01:30 | 08/11/2018
- CONTADO nos dedos, contra o CSA ? pasmem ? foi a sexta vez que o Fortaleza, jogando uma partida decisiva no Castelão, toma-se de pânico, de medo, de treme-treme, sabe-se lá o que, esquece de jogar futebol, apaga-se em campo. É o que convimos chamar de Síndrome da Casa Cheia. Parece até título de filme de terror, tão em moda nos dias de hoje.

 

- QUAL a origem desta síndrome? Antes de mais nada, síndrome resume-se precisamente nestes três pontos (medo, pânico, tremedeira), tudo isso foi adquirido nas decisões do mata-mata, ainda na Série C, quando três vezes com casa lotada, PV ou Castelão com especialidade, perdeu as três. Um terremoto devastou o Pici nas três ocasiões.

 

- REPAREM para o tamanho da coincidência. Pelo sim pelo não, os dois últimos acessos ? Série C pra Série B e agora pro Brasileirão ? deram-se fora de casa, mais precisamente em Juiz de Fora (contra o Tupi) e último sábado em Goiânia (contra o Atlético-GO).

 

QUANTA COINCIDÊNCIA...

 

- MAIOR teste a que o Fortaleza poderia se submeter aconteceu precisamente contra o CSA, terça à noite, casa cheia, embora não completa, colher de chá dada pelo empate do Avaí com o Atlético-GO. Era só vencer e sair pro abraço.

 

- ADVERSÁRIO, CSA, também concorrente ao título, embora distanciado. Deu na meladeira que todos viram. Uma vitória toda aquela multidão dentro do Castelão estava preparada pra comemorar, não mais o acesso e sim o título de campeão por antecipação da Série B.

 

- O QUE aconteceu todos viram? Tricolor partiu na frente, já comemorava por antecipação, quando veio o gol do CSA, reta final da partida empatando (1 a 1), adiando mais uma vez a festa. Por coincidência a casa estava cheia e a maldita estava de volta.

 

- FINAL do jogo, o torcedor não sabia se vaiava, e não vaiou, ou se aplaudia, também não aplaudiu. Eles se olharam indignados, uns para os outros, não entendendo mais nada. O jeito foi botar a viola no saco. Quem pagou o pato das vaias foi o coitado do Pio, pelo simples fato de ter jogado no Ceará. Pra completar, foi dele o lançamento, via escanteio, para o gol de empate do CSA. Aquele gol caiu na cabeça do torcedor tricolor qual um ducha de água fria. Ou gelada se for o caso...

 

QUEM EXPLICA?

 

DIANTE de tantas "coincidências" da casa cheia, somado ao amarelão e treme-treme que se apossam do time em campo, se o setor de psicologia do clube não conseguiu remover isso da cabeça dos jogadores, aí não tem mais jeito. A solução será ressuscitar o Freud. Aquele mesmo, o pai da psicanálise. Aí, só ele, pra explicar...

 

O PARALELEPÍPEDO

 

- COISAS que o futebol, por vezes, explica, mesmo com suas mumunhas, segredos e mistérios. Outras vezes não.

 

- ATENTEM para o detalhe. Os alfarrábios fabulosos do repórter Miguel Júnior, acusam ? há 17 anos (isso mesmo quase duas décadas) que o Fortaleza não vence o CSA, nem dentro de casa, PV ou Castelão, nem dentro do Rei Pelé.

 

- CONCLUSÃO lógica e inevitável. O CSA deixou de ser uma pedrinha na chuteira do Fortaleza para se transformar num descomunal paralelepípedo...

 

DETALHES TÃO PEQUENOS...

 

... PIO, um dia antes do jogo, veio assistir o sepultamento do seu irmão na Aerolândia. Mesmo assim pediu pra jogar. Ao entrar em campo foi vaiado pela torcida tricolor. Final do jogo recebeu pêsames de todos os atletas do Fortaleza...

 

... PRESENÇA de sócios-torcedores do Fortaleza bateu recorde ? 16.346 do público geral. Entraram sem pagar nada porque o programa lhe dá esse direito. Já vale a pena ser sócio-torcedor. Seja também...

 

... NINGUÉM percebeu. Imprensa paulista veio em peso para o jogo de terça, achando que seria o primeiro título de Ceni, conhecido de todos eles, para fazerem matéria especial. Saíram frustrados. Uma mão na frente e a outra atrás...

 

... HUGO Cabral, autor do gol do CSA feito de barriga, é primo de Arthur Cabral, artilheiro do Ceará, que dia seguinte na rede social mandou-lhe mensagem carinhosa parabenizando-o pelo gol, chamando-o de "mano querido". "Tá no sangue", arrematou na mensagem...

 

... POUCOS notaram. Todo elenco do Fortaleza bateu foto oficial do título de Campeão da Série B, tão certo estavam da vitória. Menos um. Quem? Rogério Ceni. E porque não bateu? Aí só perguntando a ele...

 

... DEPOIS daquela choradeira toda, de aumentar o ingresso de forma imoral pra R$ 50 ? se mal pergunto ? o que sobrou do líquido dará ao menos para pagar o mês de dezembro?....

 

VEJA MAIS: FORTALEZA: AS CONTAS PRA SER CAMPEÃO DA SÉRIE B | NA PRANCHETA #39

 

 

ALAN NETO