Alan Neto: Corredor da morte
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

Alan Neto: Corredor da morte

2018-09-29 01:30:00
- FALTANDO apenas 12 rodadas pro encerramento da Série A, o Ceará, que luta pra nela permanecer, adentra (que palavra!) a partir de amanhã o corredor da morte do Brasileirão.

 

- NÃO é caso único. Todos terão pela frente as mesmas 12 rodadas. Ocorre que o Ceará é parte que nos interessa por ser o único clube cearense no grupo de elite do futebol brasileiro.

 

- TEM mais um adendo. Vale lembrar. Permanece na zona de rebaixamento, de onde só saiu por nesgas 55 horas.

 

- VOLTANDO aos números. Das 12 rodadas, única boa vantagem que o Ceará leva é a de jogar seis em casa. Restante fora do Castelão, onde já pregou duas monumentais zebras.

 

- PRA facilitar melhor a leitura. Se o Alvinegro vencer as partidas em casa carimbará o passaporte de permanência na Série A. Somará os 18 pontos de que tanto carece.

 

- FÁCIL ou difícil? Fácil não será. Difícil também não. Impossível é que não será.

 

VANTAGEM & DESVANTAGEM

 

- DETALHE relevante. Dos adversários no Castelão, já a partir de amanhã 19 horas, horário esdrúxulo, vá lá que seja, a maioria é da turma da raia miúda.

- COMO assim? Os mesmos, tanto quanto o Ceará, esperneiam na busca desesperada da sobrevivência.

 

- SÃO os jogos rotulados de confrontos diretos. Neste rol: Chapecoense, Paraná, Sport e Vasco, não necessariamente nessa ordem. Outros dois inconfiável Botafogo e poderoso Atlético Mineiro.

 

- E LÁ fora? Deixa pra lá. Ceará tem que se preocupar é dentro do seu terreiro. Fora, tentará beliscar pontos onde puder.

 

LÁ SE VÃO DEZ ANOS...

 

- CONSELHO deliberativo do Ceará, promove hoje almoço mensal entre seus pares. Prato principal: homenagem a seis alvinegros que marcam ou 

marcaram história no clube.

 

- NESTE rol está o jovem médico Joaquim Garcia Filho, o dr. Kim. Seu currículo é farto. Completa 300 jogos ali na beira do gramado atendendo aos jogadores. Último dos quais, pleno Maracanã, naquela retumbante vitória sobre o Flamengo, recentemente, pra ele, um jogo especial e histórico.

 

- OUTRO detalhe da história do dr. Kim, figura humana ímpar dentro do Ceará. Saiu quase que diretamente da universidade pra servir ao clube do seu coração, levado pelo então presidente Evandro Leitão, a quem é grato.

 

- OUTROS homenageados de hoje: ex-presidente, Alexandre Frota, diretor administrativo Eduardo Arruda, pés e mãos do presidente Robinson, e ex-jogador Ivanir. Local: própria sede do clube. Ocasião em que Robinson de Castro apresentará aos conselheiros os melhoramentos introduzidos no setor de patrimônio, depois do futebol, a menina dos seus olhos.

 

AO MESTRE COM AMOR

 

... MURICY foi técnico vitorioso do São Paulo, por quem ganhou incontáveis títulos. Time por ele dirigido tinha duas características - precaução e chuveirinho. Muricy sempre foi aluno aplicado da famosa escolinha do grande Telê Santana.

 

... LARGOU o futebol por recomendação médica e virou comentarista de futebol. O que veio fazer aqui? Especialmente entrevistar Rogério eêni, cuja fase de ouro no São Paulo, teve Muricy como técnico. Os dois fizeram sólida amizade.

 

ENTRE AMIGOS

 

... BOJO da entrevista pouco se sabe. Não foi ainda ao ar, nem vem ao caso. Não deve ter fugido da trivialidade da conversa entre dois amigos se reencontrando, revivendo histórias e feitos.

 

... DETALHE relevante. Mesmo sendo pupilo de Muricy, não foi na cartilha dele que Ceni se inspirou quando resolveu seguir a carreira de técnico.

 

... DE quem, então? Juan Carlos Osorio, que também teve passagem pelo São Paulo. Times dirigidos por ele sempre tiveram como característica atuar ofensivamente, dentro de um ótimo 4-3-3. Foi ele mesmo, Osorio, quem na recente Copa do Mundo dirigiu o México. Não tivesse suas limitações teria ido longe.

ALAN NETO

TAGS