O Erro duplo
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

O Erro duplo

2018-08-23 01:30:00

- FORTALEZA foi escandalosamente garfado no gol que redundou na vitória do CRB (2 a 1), impedimento claro que o bandeirinha não marcou e o árbitro, embora em cima do lance, optou por confirmar. Erro duplo. Árbitro de personalidade, isto é, quando tem, não está na obrigação de ratificar o erro imoral de um auxiliar apenas por questão de corporativismo. Outra hipótese a que jogo na casa do adversário, nada como fazer média pra se dar bem com a torcida. Erro duplo. Logo duplamente desonesto. É o chamado árbitro caseiro.

 

LATA DO LIXO

 

- PRIMEIRA providência tomada pela direção do Fortaleza foi a de lavrar protesto junto à CBF exigindo providências, queimando tanto árbitro quanto seu auxiliar para futuros jogos do Tricolor. Infelizmente não surtirá qualquer efeito. Protesto pode até ser enviado, contudo, vai direto pra lata do lixo.

 

BOCA NO TROMBONE

 

- TEM um motivo? Sim e procedente. Quem tem de sair em defesa de um filiado é a sua federação de origem. Neste caso a FCF. E o que fez a mentora? Até prova em contrário, simplesmente cruzou os braços, fez ouvidos de mercador, como se nada tivesse acontecido. Aliás, a FCF não estará fazendo nenhum favor ao Fortaleza, sim, obrigação de botar a boca no trombone.

 

LÉPIDO & FAGUEIRO

 

- AFINAL, não é Mauro Carmélio quem arrota ter tanto prestigio junto à CBF, onde uma vez na semana trafega em seus corredores lépido e fagueiro? Se é assim, aumenta a responsabilidade de sair em defesa do seu filiado, inclusive exigindo providências pelo erro imoral que foi cometido. Se lavar as mãos, feito Pilatos, só virá provar de duas uma 

 

- ou está se lixando para o que acontece com os clubes cearenses nas disputas das duas Séries ou então esse prestígio não passa de falácia. Ou seja - da boca pra fora. Aliás, Carmélio já devia ter vindo a público, via imprensa da terra, da qual se esconde, pra mostrar sua indignação. Pelo menos até agora, preferiu botar a mordaça da conveniência na boca...

 

VERDADE OU MENTIRA?

 

CONTA-SE que, começo da Série A, quando os clubes estavam se arrumando pra competição, diretoria do Ceará foi atrás do Corinthians em busca de de reforços que não estivessem em seus planos. De preferência um atacante. Naquela de desovar o elenco, o clube paulista colocou a disposição dois jogadores - Luidy e Gustavo. Chamado a decidir por qual dos dois, técnico Chamusca, o Rolando Lero, não se fez de rogado. Disse pro emissário alvinegro - "pode trazer o Luidy. Por este boto a mão no fogo".

 

- SOBROU Gustavo. O Fortaleza, que havia seguido o mesmo caminho, sem ter mais quem escolher o jeito foi trazer o que havia sobrado, no caso Gustavo.

 

- VERDADE ou mentira, folclore ou lenda, o resto da história todo mundo sabe. Luidy, do Chamusca, tremendo perna de pau, não fez nada, despejado recentemente. Gustavo, vem a ser precisamente este Gustagol, ídolo da torcida tricolor. De quebra artilheiro do Brasil, com 25 gols. Um a mais que a idade que tem, 24...

 

APITO MALDITO

 

- COINCIDÊNCIA ou não, este árbitro carioca, Ricardo Carvalhais, que garfou o Fortaleza, corroborando com o erro imoral do bandeirinha, também carioca, tornou-se apito maldito para os clubes cearenses. Apitou dois jogos do Ceará e o Alvinegro perdeu. Acaba de apitar o terceiro jogo do Fortaleza e o Tricolor perdeu os três. Se for mandado pro inferno, Lúcifer o devolverá. Detalhe: esses dados foram pinçado dos alfarrábios de Miguel Júnior. Que não mentem jamais.

 

CARRASCO TOTAL

 

- E O Neto Baiano, hein! Viu clube cearense pela frente, vai lá e deixa sua marca. Tanto faz Ceará, quanto Fortaleza. Aliás, primeiro gol do CRB, ao pressentir saída desastrada do goleiro Boeck, simplesmente deu por cobertura. Depois, saiu pro abraço. Golaço de quem tem faro de gol e sabe o caminho das redes.

 

VEJA MAIS: CEARÁ E A EVOLUÇÃO PÓS-COPA | NA PRANCHETA #29

[VIDEO1] 

ALAN NETO

TAGS