PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Mil interrogações

2018-07-18 01:30:00

CONTA e risco da quarentena imposta pela Copa, finalmente o Ceará está de volta, hoje, no PV, à ciranda impiedosa da Série A, Brasileirão por assim dizer.


HÁ muitas interrogações em torno desta volta. Diria, mil interrogações sem fim. Principal delas — como voltará o Alvinegro? Igual, melhor ou pior do que ficou?


PIOR? Pelas cinco chagas, seria catastrófico para quem terminou segurando a indigesta lanterna, lá ainda ficará independentemente do resultado de hoje.


MESMO vencendo? Sim. É o legado maldito que deixaram ao Ceará, de tantos erros e poucos acertos. Maior culpado? Aí seria caçar todas as bruxas do mundo.


VEM de cara nova? Infelizmente, não. Maioria é a mesma que ficou com alguns recheios de poucas expressões, ao menos teoricamente.


REZA a lenda do futebol que não se forma um time vencedor recheado de bonzinhos, esforçados, pernas de pau. Desses o purgatório está entupido. Detalhe: adversário hoje será o Sport. E daí cara-pálida?


A SUPERSTIÇÃO


- CADA técnico, sua mania, Lisca, agarrou-se, unhas e dentes, à chamada superstição. À ela apegado, acredita que o Ceará reverterá o quadro. Ou seja — feito isso retirará o time do fundo do abismo.


- EXPLICANDO melhor pra ser entendido. Três anos atrás quando este mesmo Ceará esteve pra ser rebaixado juntando-se ao rival tricolor na Terceirona, lembraram do Lisca como salvador da pátria.


- PELO sim, pelo não, 13 jogos, venceu 12, empatou uma.

Livrou-se da maldita Série C. Lisca virou herói.


- CAIU na besteira de renovar contrato.Três meses depois, fracassou no campeonato. Mesma torcida que o idolatrou exigiu sua cabeça. Lembra aquela passagem do poeta Augusto dos Anjos da mão e da pedra?


- TEMPO passou, memória de torcedor apagou-se. Eis o Lisca de volta outra vez como salvador da pátria. Topou a parada, impondo condições.


- PRINCIPAL delas. Voltar imediatamente para o PV, seu talismã em 2015. Diretoria vergou-se largando o Castelão na mão. Sabe lá o que é não dar certo, Lisca acusar a diretoria? Seria atirá-la às feras ensandecidas.


- EM toda essa ciranda de superstição, esqueceu dois detalhes preciosos. Quais? Naquela época Ceará jogou com a camisa roxa retrô, carregada de bons fluidos. Tinha também o Siloé cheio de espinhas no rosto.


- NA pele do Lisca, mandaria tirar urgente do fundo do baú camisas roxas, buscar o Siloé, pé de coelho, onde estiver. Pergunta idiota: você acredita em superstição?


NÚMEROS IMPLACÁVEIS


... AGORA vamos aos números que são implacáveis. Pra reverter o quadro Ceará precisa de 40 pontos. Trocando em centavos, isto é, continuar na Série A. Como Alvinegro conseguirá, façam as contas. Sou péssimo em matemática e odeio previsões. Pra simplificar — terá que ganhar mais, empatar menos, perder menos ainda. Conseguirá? Aí só apelando pra mão da cigana...


RASTILHOS


PV comporta 19 mil. Castelão 57 mil. Fará a diferença ou não? /// E O SPORT está bem? Bem melhor do que o Ceará. Aliás, qualquer um dos outros 19 está acima do Alvinegro. Que praga.../// E O FORTALEZA como vai? Aos trancos e barrancos tenta rearrumar a casa com os que tem e com os que estão chegando. Pra completar, luta contra o tempo. Ceni, o mito, quem diria, hein! Entrou em rota de desespero.

TAGS