PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Rogério Ceni encontra caminho como em passe de mágica

2018-04-24 01:30:00

- FOI um custo Rogério Ceni encontrar o caminho certo para nele o Fortaleza seguir. Menos porque não tentasse. Muto mais por peças deficitárias, somadas a tantas mudanças no time, especialmente modelo tático.


- DE repente, qual um passe de mágica, encontrou este rumo. Antes fosse na disputa do Campeonato Cearense. A final não seria tão fácil assim pro Ceará. No futebol, como na vida, as coisas chegam na hora certa e no momento certo.


- UMA delas, chegada de Derley, pra dar à meia-cancha tricolor a personalidade que não tinha. Ele dá as cartas naquele setor, onde domina como se fosse terreno feito só pra ele e ao seu feitio, conhecendo cada palmo dele.


- TANGIDO pelos bons ventos, Ceni encontrou nos novatos Dodô e Jean Patrick parceiro ideais pra Derley. Trio joga por afinação. Enfim, ponto maior. Ter se fixado no 4-3-3 puro, melhor de todos os os modelos. É dele não sair mais. Bingo!


QUANDO OS EXTREMOS...


TERCEIRO adversário do Tricolor, hoje à noite, Castelão, o CRB de Alagoas. Curiosidade entre eles. Qual? Dois extremos da Série B.


TRADUÇÃO: Fortaleza está na ponta do G-4, enquanto o clube alagoano ocupa o último lugar. Tricolor venceu todas. CRB perdeu todas. Não precisa dizer quem é o favorito...


PALAVRAS QUE (NÃO) CONSOLAM


... POR mais que Chamusca tentasse, apesar do dom da oratória farta, não conseguiu convencer a ninguém por qual razão radicalizou, mudando forma de jogar do Ceará.


... SE era por precaução, temendo o São Paulo, custava ser sincero? Todos entenderiam, até podiam lhe dar razão. Mas como, se no 3-5-2 o Ceará nunca jogou assim?


... EFEITOS foram danosos. Desestruturou o time, embora estruturasse a zaga, porém nem tanto. Meia cancha embolou tanto que não se sabia quem era quem.


... NÃO foi a falta de Ricardinho que fez o Ceará mudar. Foi mais Wescley sem saber o que fazer povoado de jogadores. Chamusca pode ter convencido, sim, aos parvos e idiotas.


AREIA MOVEDIÇA


- LEVADO por Sérgio Ponte, que entrevista como ninguém, presidente Robinson de Castro esteve no Areia Movediça, das suas Frias. Instilou série de inconfidências. Vamos a elas?


- DIFÍCIL saber quanto temos em caixa.../// GOSTO muito do Cametá. Quem não gosta dele é a comissão técnica.../// NA minha gestão já paguei mais parcelas do Ceten do que na época do Evandro. Faltam só 16...///NÃO contrato porque o mercado está fechado.../// SOU franco. Gosto mais das apostas do que dos medalhões e bilheterias. Aqueles lutam pra se afirmar. Os outros, pra embromar.../// ANO passado o Ceará teve maior superávit da sua história...

///NÃO renovei com o Raul. Ele foi picado pela mosca azul...


DISSE QUE DISSE


(1) - RAÍ, hoje executivo do São Paulo, cercado de três seguranças. A quem interessava raptar o Raí?


(2) - CANTINHO onde ninguém pudesse vê-lo, lá estava o Ceni, tão ou mais São Paulo do que eu.


(3) - AQUI pra nós: que time ruim aquele do São Paulo. Não livro a cara de ninguém. Bando de bonzinhos e pernas de pau.


(4) - DOIS jogos pela Série A, Arthur, joia alvinegra — não tenham um síncope —, só deu três chutes a gol. Coitado...


(5) - DO poderoso São Paulo de outrora restaram apenas as camisas, idênticas às do Ferrão. Por esta razão torço por ele.


(6) - Robinson de Castro esfrega as mãos. Pros cofres alvinegros entraram mais de r$ 450 mil limpíssimos.


(8) - REZA a lenda. Empatar em casa é meia derrota. Ou, se quiserem, tem travo de derrota, mesmo.


Gabrielle Zaranza

TAGS