PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Até o último minuto...

2018-03-05 01:30:00

 

QUANDO tudo parecia crer que o Fortaleza sairia de campo com uma vitória sobre o Ceará, eis que, aos 45 minutos, já na base do desespero Arthur empatou num gol chorado estabelecendo 1x1, placar que, final das contas, fez justiça.

 

MAIS uma vez ficou provado que clássico como Ceará x Fortaleza tudo pode acontecer até o último minuto. De repente, o inesperado. Se é que essa palavra existe quando os rivais se enfrentam. Aguardem sempre alguma surpresa.

 

FOI um bom clássico de se ver com várias alternativas durante a partida. Se o Fortaleza entrou demasiadamente precavido num medieval 3-5-2 ensejou a que o Ceará procurasse o gol com mais constância.

 

NÃO fora a grande atuação de Boeck, a história teria sido outra. Foi sua melhor partida com a camisa do Fortaleza. Do outro lado Éverson também salvou o Ceará em lances provocados por Gustavo, com seu incrível faro de gol.

 

FORTALEZA só ficou agudo com a entrada de Osvaldo que infernizou. E o Ceará quando fez três mudanças oportunas. Especialmente Arthur cuja sina de salvador virou carimbo.

 

TODA DIFERENÇA
MENOS que o baiano Jaílson Freitas seja esses balaios. É um bom árbitro, impondo-se em campo com autoridade. A diferença reside em ser de fora. Os jogadores enchem-se de temores. Precisamente aí onde Jaílson se escudou pra levar o clássico até o final sem maiores dissabores

 

OLHO CLÍNICO
... TANTO mistério feito por Cêni durante a semana, com seus treinos secretos, pra lançar o Fortaleza num 3-5-2 batido, manjado, superado. Técnico que se precavem em demasia passa recibo público de temor ao adversário.

 

... FORTALEZA melhorou quando Cêni provocou mudanças: Léo Natel e Osvaldo, este com especialidade. Se tem entrado com os dois de saída as coisas poderiam ter diferentes.

 

... PRECAUÇÃO é válida. Em demasia, traz carimbo do medo.

 

PIA BATISMAL
CHAMUSCA como todo treinador, tem seus favoritos, dando-lhes lugares cativos. Dois exemplos: persistir e insistir com Élton, pior figura do clássico. Outro: Ricardinho, cuja lentidão atravanca a intensidade do time alvinegro. Cabe perguntinha - o que faz Andrigo ainda como titular?

 

TEM mais. Só no Ceará do Chamusca, principal artilheiro do time, Arthur, continua curtindo um cruel banco de reserva.

 

LINHA DE FOGO
CÊNI sua tanto ensopando a camisa.../// INCRÍVEL como a bola só procura o goleador pra mandá-la às redes, daí Gustavo ser o artilheiro./// PELO ótimo clássico, público merecia ter sido o dobro.../// VAI ser muito difícil tirar Juninho do time do Ceará./// SE Pio não fosse o batedor de falta que é, não faria a menor falta como lateral.

 

Gabrielle Zaranza

TAGS