PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Bocejos & peladas...

01:30 | 12/01/2018

IMPRESSÕES NEM SEMPRE FICAM 

.TODO campeonato, quando começa, não foge à regra de bocejos, enfados e peladas. Por qual razão o nosso Estadual seria diferente? 

. FORAM três monumentais peladas, pouco público, enxurrada de pênaltis, três ao todo, mau prenúncio do que virá pela frente se a mania pegar. 

.FOCO principal, Ferroviário x Iguatu, lá no Morenão. O que foi visto em campo? Dois times ruins, futebol de péssima qualidade, placar que fez justiça. Se não tivesse saído gol ninguém reclamaria. 

.IGUATU pouco se sabia, pela distância. Está la carrada de veteranos, caras manjadas, enganando-se com o passar da idade, como se ele, o tempo, andasse para trás. 

.FERRÃO começou a pré-temporada repleto de desconhecidos, nenhum destaque especial, a não ser quando o Mota entrou pra também não fazer nada. 

.DESTAQUE pro árbitro César Magalhães, nosso melhor apito. Resolveu inventar dois pênaltis, que só ele e os capetas dos quintos viram...

Assisinho, de volta às origens, primeiro gol do campeonato  FABIO LIMA
Assisinho, de volta às origens, primeiro gol do campeonato FABIO LIMA
 

DUAS curiosidades, jogo em Iguatu. Time local baterá recorde com logomarca nas camisas , até onde a vista alcançou, em torno de vinte. Recorde mundial. A outra. Diretoria do Ferroviário resolveu radicalizar descaracterizando o padrão oficial das camisas. Aquelas duas faixas, modelo do Vasco, estavam um horror. 

PRA não dizer que não falei de flores. Não há no Brasil, atualmente, quem bata melhor pênalti do que o Elanardo. Consta jamais ter perdido um. O que fez contra o Ferrão, um primor. Frieza e preciosidade inigualáveis. 

MENOR público: 288, PV, jogo Floresta x Maranguape, 0xO, um purgante. 

Quem iria vê-los se não têm torcidas? Heróis que foram ganharão a medalha de honra ao mérito com a cara do bigodudo Mauro Carmélio. 

ANTES QUE ESQUEÇA 

ASSISINHO, que voltou às origens de Juazeiro, autor do primeiro gol do campeonato. De pênalti, pelo Guarani-J contra o Horizonte. É a glória! Horizonte virou como podia ter perdido se o árbitro também não metesse o apito pela boca. /// LEITOR das mal traçadas, João Rufino coberto de razão -”E se não fossem os pequenos, não teria campeonato em nenhum lugar do mundo. Nem Copa do Mundo existiria...”/// TEM um baixinho cabeludo no Ferrão que reclama de tudo e de todos, além de distribuir gritos e toinadas. Eita pau pereira. /// MCROFONE aberto na borda do campo, televisão ao vivo é um perigo. Trovejam palavrões os mais cabeludos de dentro pra fora de campo e vice versa. Uma grandeza... 

 

SEGUNDA maior baixa do Estadual, após Adalberto, eis Romário, do Ceará, contusão mais grave que, por baixo, o deixará fora até setembro. Ligamentos cruzados num simples treino. É a pior de todas. Mesmo tipo de cirurgia do João Marcos, que, após recuperado, voltou e acabou se aposentando