PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Floresta na copa do Brasil

2017-11-06 01:30:00
NULL
NULL
O QUE JÁ SE ESPERAVA ACONTECEU

 

NA luta do tostão contra o milhão, o tostão ganhou. Ou, se for o caso, remetendo à luta bíblica do minúsculo Davi contra o gigante Golias, o mais fraco venceu.


O FLORESTA está, portanto, na geografia do futebol brasileiro, ganhou a vaga de fato e de direito. E, por incrível que pareça, aconteceu aquilo que todos esperavam.


OU alguém vai ter coragem de dizer que o Fortaleza com aquele time medíocre merecia ter conquistado a vaga na Copa do Brasil?


TANTO não mereceu que não levou, mesmo apelando para sua força máxima. Se é que se pode chamar aquele time de “força máxima”, tão ruim que é. Levante as mãos pro céu ter chegado ao acesso à Série B do Brasileiro da forma que chegou, aos trancos e barrancos.


MAIS aí é outra história, página virada. Muito mais importante do que a Taça Fares Lopes, que só ganhou a dimensão pelo fato de que seu vencedor vai para a Copa do Brasil, hoje uma competição totalmente desfigurada pela CBF.


O FLORESTA fez uma campanha irrepreensível do começo ao fim, foi melhor em tudo, só não venceu as duas finais contra o Fortaleza por ter se preocupado muito mais em segurar o empate do que ousar atrás da vitória. Se ousasse venceria, quem sabe, até com folga. Os dois empates lhe bastaram.

[FOTO1]

RETRATO FALADO


. TODO técnico metido a saber demais cai do cavalo. Caso de Frasson. Em vez de usar alguém da base para preencher a quarta-zaga improvisou Bruno Melo. Foi aquele desastre.


. MAIOR lição que o Floresta deu foi a de mostrar um time formado na bases do clube, com a presença de alguns tarimbados pra lhe dar maior experiência.


. DOIS garotos então, Renêzinho e Felipinho, deram um show à parte.


. MÉRITO do técnico Raimundinho, que com o que tinha ao seu dispor formatou uma equipe de dar gosto se ver jogar.


. MANCADAS imperdoáveis. Havia medalha para o campeão. Para o vice, não. Mas teve medalhas à arbitragem, inédito no futebol. Menos aqui.


A REABILITAÇÃO


... CEARÁ volta a campo amanhã, no Castelão, sua casa, pra enfrentar o Guarani de Campinas. Após a derrapada contra o Juventude, quando jogou pedra na lua, atuação abaixo da crítica, terá tudo ao seu dispor pra se reabilitar. Não será por falta de apoio da sua torcida, disposta a não perder a chance, carregando o time no colo pra chegar à Série A. Desde que o Chamusca não repita as mancadas que deu em Caxias do Sul.


NÃO será surpresa se na coletiva programada pra hoje no Pici, o presidente Luís Eduardo Girão anunciar sua renúncia oficialmente. Aliás, após o empate com o Floresta, nos microfones da vida só faltou se despedir. Mas o recado foi muito claro. Depois do acesso, ele queria dar ao Tricolor a Copa do Brasil. Não foi possível. Menos por ele. O acesso à Serie B a torcida tricolor a ele ficará grata para sempre

ALAN NETO

TAGS