PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Quem paga o prejuízo?

01:30 | 13/10/2017
DOIS RIVAIS TOMAM NOVOS RUMOS

 

1 - PRESENÇA de menos de 4 mil no clássico laranja, Ceará e Fortaleza, só vem comprovar que torcedor está se lixando pra esta insossa Fares Lopes.

2 - POMPA e circunstância de sobra, tentativa de disfarçar uma rivalidade como fosse possível fazê-lo. Jogo com cara de amistoso até pode.

3 - FALTOU o principal que foi o públic. Tem uma razão. Uma, não. Têm mil razões. Principal delas é que as duas torcidas estão em outro foco.

4 - CEARÁ até tentou, de propósito, escalar turma da laranja rica pra impedir que o Tricolor chegasse à Copa do Brasil. Deu com os burros n’água.

5 - JOGAVA por todos os empates do mundo, não soube aproveitar a vantagem. Perdeu de 2x1 embora merecesse até ter sido mais.

6 - EM campo, jogadores do Ceará de salto alto. Sem querer nada com nada. Nem em dividida foram. Encararam o jogo um castigo pra eles.

7 - DIFERENTE do Fortaleza. Queria a vitória, chegou lá merecidamente. Final do jogo confraternizaram geral. Aliás, a cara de um jogo beneficente.

ANTES QUE ESQUEÇA...

PÚBLICO pequeno, renda também. O que sobrou, sequer deu pra comprar o lanche dos atletas.

PERGUNTAR não ofende. Quem paga, mesmo, o enorme prejuízo que houve? Creditem na conta do Mauro Carmélio.

PRIMEIRO gol do Arthur no Castelão. Até então, só fazia fora. Tirou o “caé”, mas não mudou a prosa do placar.

PODE até ter sido sem querer, mas aquele gol do Paulo César, enquanto vida ele tiver, jamais esquecerá.

SETE jogos sem vencer o maior rival, Ceará vai curtir este tabu por mais algum tempo. Tabu é bicho que incomoda.

ZAGO e Chamusca em locais diferentes viram o jogo. Certamente não tinham o que fazer em outro canto.

RASTILHOS...

FERNANDO Henrique, debaixo do gol, voltou pior /// MAGNATA entrou pra salvar a pátria. Perdeu dois gols feitos /// APOSTEM neste garoto Max Walef, goleiro do Fortaleza/// SÓ tem uma coisa. Se o Adenilson jogasse aquele bolão que jogou, seria titular /// COMO é ruim de doer o Lelê, chinelinho alvinegro do ano. Quem o indicou ao Ceará só pode ter ódio mortal ao Robinson de Castro...

FOCO de Ceará e Fortaleza agora é outro. Alvinegro vai cuidar da Série B, tentar chegar à Série A. No embarque torcida num coro: “Queremos Série A”. Fortaleza parte agora para decisão da Série C. Contra o CSA, que não é esses balaios todos...

ALAN NETO