PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Pela oitava vez... tudo de novo

2017-05-13 01:30:00
NULL
NULL
CEARÁ PERDE NA ESTREIA DA SÉRIE B

 

NOVO (?) time formado às pressas, com o que restou da terra arrasada que diretoria anterior, Marquinhos e César Sampaio (que trio!) deixaram no Pici, Fortaleza inicia nova caminhada buscando Série B.


PIOR é o que ficou pro técnico Bonamigo formatar nova equipe virou colcha de retalho. Com prazo de apenas 15 dias pra remontar a casa destrambelhada, quem acredita?


BONAMIGO não tinha outra alternativa. Vai assim mesmo, aos trancos e barrancos. Quem gostaria de estar na sua pele? Só um técnico fora do mercado, com ele estava.


PARA jogo de estreia, amanhã, contra o Remo, 19 horas, o jeito é recorrer à precaução excessiva. Ou seja, retranca: 4-5-1. Este 1 aí nem pinta de artilheiro tem. Vai pra constar.


RESUMO da ópera: Tricolor terá que se arrumar com Terceirona em movimento, preenchendo os muitos vácuos que faltam. É um risco. Mas o que seria do futebol e da vida sem os riscos?

[FOTO1]

MODELO PRAGMÁTICO

. ENFIM, que perfil tem o Bonamigo como técnico? Pronta resposta: é formado na mesma turma do pragmatismo, tal qual Givanildo Oliveira.

 

. TRADUÇÃO: não é de inventar, cada macaco no seu galho. Opta por mais treinos coletivos, onde pode avaliar melhor.


. NÃO tem a carranca de Givanildo, também não é de ficar sorrindo pro tempo. Impõe moral pela forma séria de ser.


. COINCIDÊNCIA entre os dois: jogaram na mesma posição de volante de contenção. Bonamigo brilhou no Grêmio.


. NÃO é de ficar distribuindo broncas, preferindo conversar ao pé do ouvido de cada atleta.


. AO redescobri-lo, presidente Desidério, que com ele foi campeão, apostou no certo. Evitou o duvidoso. Ou seja, enganadores que, no futebol brasileiro, são uma peste.


NO PÉ E NO OUVIDO

TERCEIRONA segue seu ritual de sempre... DOIS grupos de dez, primeiros quatro de cada lado vão pra disputa do fatídico mata-mata... ESTA palavra virou maldição no Pici nos últimos oito anos... PRESTÍGIO de Mauro Carmélio pra tentar mudar a fórmula, igual Série B, foi um tiro no pé e outro no ouvido... OU seja: badalado prestígio, espalhado por ele, zero à esquerda.

 

CEARÁ começou mal a Serie B, derrotado pelo CRB (1 a 0). Como artilheiro é artilheiro, Neto Baiano, de cabeça, livre de marcação, fez o gol da vitória. E a defesa alvinegra onde estava? Contando as estrelas do céu. Ceará ruim das pernas. Sem Magno Alves é menos dez em campo...

ALAN NETO

TAGS