PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Vice e secretário afirmam que cena do crime da Tragédia de Milagres já estava alterada

Dois dos réus negam fraude e dizem que reféns baleados estavam enfileirados em calçada

22/05/2019 01:31:52
CALÇADA ao lado do banco Bradesco, onde os dois réus dizem ter encontrado os corpos enfileirados
CALÇADA ao lado do banco Bradesco, onde os dois réus dizem ter encontrado os corpos enfileirados (Foto: FABIO LIMA)

Agora réus, acusados de desfazerem parte da cena da tragédia em Milagres, em dezembro de 2018, o vice-prefeito da cidade, Abraão Sampaio, e o secretário municipal da Segurança Pública, Georges Aubert, contaram a mesma versão ao O POVO: havia cinco corpos lado a lado na calçada do Bradesco. Não sabiam se estavam vivos, mas apontam que eles não teriam caído daquela forma. Os dois chegaram à rua poucos minutos depois da tentativa de assalto e do tiroteio entre a quadrilha e os PMs. Dos 14 mortos, seis eram reféns e oito assaltantes.

Colaborou Raine Lucas

Defesa

O POVO não localizou as defesas dos PMs acusados das execuções de dois assaltantes. Também não foi localizada a defesa do coronel Henrique Beserra Lopes, acusado de fraude processual.

CLÁUDIO RIBEIRO E LUCAS BARBOSA