PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Falta de água e esgoto a céu aberto estão entre as reclamações

Problemas.

23/04/2019 00:09:45
Fios de eletricidade estão à mostra na vila de Jeri
Fios de eletricidade estão à mostra na vila de Jeri (Foto: NUT PEREIRA)

Outra reclamação constante de quem mora na praia diz respeito ao fornecimento de água e ao tratamento dado ao esgoto produzido na vila. O empresário Leonardo Parente relata que a falta de água também faz parte do cotidiano de quem mora em Jericoacoara. "Tem muito caso de falta de água, é tão forte quanto falta de energia".

Segundo a assessoria de imprensa da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), há uma relação entre os dois fornecimentos, uma vez que o bombeamento da água que chega à vila é alimentado por energia elétrica. O órgão também informa que "podem haver paralisações preventivas, corretivas ou de manutenção no sistema".

Mas outro problema que mancha a imagem da praia que se tornou point das celebridades é o destino da água utilizada na região. O POVO esteve em Jericoacoara nas últimas semanas e viu esgoto a céu aberto na faixa litorânea, em uma região que concentra barracas e hotéis.

Sobre o assunto, o secretário do Turismo, Meio Ambiente e Desenvolvimento de Jijoca de Jericoacoara, Ricardo Gusso, nega que exista esgoto a céu aberto na praia e que "excepcionalmente, em dias de chuvas muito fortes, há um entupimento da rede coletora devido a grande concentração que a chuva carrega". Ele também afirma que a Cagece é contatada quando isso ocorre e é multada quando ocorrem casos de extravasamento.

A Cagece afirma que realizou, no último ano, campanha com foco na correta utilização da rede de esgoto e na regularização de imóveis que ainda não estavam interligados à rede. Os resultados apresentaram 2.060 visitas de fiscalização, com uma cobertura de 100% dos imóveis. Ao todo, 334 imóveis foram corretamente interligados à rede de esgoto.

O órgão ressalta que equipes retornam à vila a cada dois meses para acompanhar os resultados da campanha e que o correto descarte do esgoto é de responsabilidade de cada imóvel e que a fiscalização deve ser feita pelo Município e pelos órgãos ambientais.