PUBLICIDADE
Jornal

Em procissão, fiéis agradecem chuva e outras graças a São José

| 19 de março | Cortejo em honra ao padroeiro do Ceará percorreu ruas ao redor da Catedral de Fortaleza

20/03/2019 02:01:17
MULTIDÃO seguiu andor com imagem de São José pelas ruas do Centro. Choveu durante a procissão
MULTIDÃO seguiu andor com imagem de São José pelas ruas do Centro. Choveu durante a procissão (Foto: Mateus Dantas)

As ruas ao redor da Catedral Metropolitana de Fortaleza foram testemunhas da fé de centenas de fiéis que acompanharam a procissão que celebrou o dia de São José na Capital. O padroeiro do Ceará, a quem se pede intercessão por chuvas, foi lembrado em um andor repleto de flores que se destacava em meio aos guarda-chuvas da multidão que rezou o terço e entoou cânticos de louvor e agradecimento àquele que, de acordo com a tradição cristã, foi pai de Jesus Cristo na terra.

Organizada pela Arquidiocese de Fortaleza, a procissão saiu às 17 horas da Catedral e reuniu pessoas como Francisca Lúcia Vieira, 61. Ela participa do cortejo há exatos 23 anos por promessa feita a São José. Ela conta que o neto contraiu leptospirose após banho de chuva em um 19 de março e se curou depois que a doméstica prometeu acompanhar as celebrações do padroeiro. "A gente chora. Tudo o que a gente pede a São José ele dá. É como se diz, 'pede ao pai que o filho dá'. E ele é pai adotivo de Jesus. Se apegue com ele e a sua vida vai melhorar mais ainda".

Por onde passava, o cortejo atraía a atenção de moradores e comerciantes que, a postos nas portas e janelas de casas e estabelecimentos, aproveitavam para pedir graças e rezar junto aos que caminhavam. Atenta a quem não pode marcar presença, a psicóloga Viviane Gonçalves, 30, sustentava o smartphone acima da cabeça para garantir boas imagens. Por meio de uma live no Instagram, ela exibiu diferentes momentos da procissão aos seguidores na rede social. "Isso toca o coração de muitas pessoas. As mídias sociais são uma forma de evangelizar muito importante".

O terço que era rezado em voz alta em meio às preces relacionadas a temas como a proteção da juventude e a manutenção da família tradicional. O cortejo foi encerrado na Catedral, ocasião em que foi celebrada uma missa pelo bispo auxiliar de Fortaleza, dom Júlio César Souza de Jesus.

Ao O POVO, o religioso destacou que São José não só é padroeiro do Ceará como também é patrono das famílias e dos operários. Segundo ele, os festejos de 19 de março têm importância significativa para a Igreja Católica e a manutenção da fé cristã. "A procissão serve não só para lembrar, mas também para chamar a atenção do nosso povo para a dignidade de São José e o seu exemplo como protótipo da pessoa humana que é obediente e se entrega à missão confiada por Deus".

 

Chuva na procissão

Durante a procissão, choveu de forma rápida e intensa, como previsto pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O "evento de chuva" era esperado para cair sobre todas as oito macrorregiões do Ceará.

 

Nut Pereira