PUBLICIDADE
Jornal
DETOX

Quando é hora de desintoxicar

| suco verde | O organismo tem seus mecanismos de descarte de toxinas. Mas é possível reforçar o processo com alimentação e medicamentos

25/02/2019 04:44:46

O suco verde ou detox tem ganhado espaço no cardápio de quem busca uma alimentação saudável. A vitamina ajuda no processo natural do organismo de descarte de toxinas devido à presença de vegetais com antioxidantes. Alguns sintomas apresentados pelo corpo indicam que o processo de desintoxicação precisa de ajuda e algumas atitudes como consumo excessivo de álcool ou de alimentos com corantes e conservantes pedem reforço no detox do corpo.

O médico nutrólogo Paulo Vasconcelos explica que o corpo já realiza naturalmente o descarte de toxinas, principalmente por meio do rim, do fígado e do intestino. O próprio organismo produz diariamente materiais advindos das funções celulares, que são descartados por meio desse processo. A exposição a outras substâncias nocivas cotidianamente, como a poluição e materiais pesados presentes em diversos produtos, pode sobrecarregar o corpo. "A gente pode turbinar esse processo tomando antioxidantes. Tem vários potentes oxidantes que as pessoas podem tomar para a limpeza", pontua.

Paulo pondera que o uso desses antioxidantes não deve ser feito, porém, de forma indiscriminada. "Tem que ter muito cuidado com essas coisas detox que dizem por aí porque são diuréticos. Às vezes a pessoa pensa que tá fazendo bem para o organismo mas perde água e minerais", afirma. Segundo ele, uma pessoa saudável não deve se preocupar com a desintoxicação. Se forem percebidos sintomas de que o corpo não está funcionando como deveria, deve-se procurar ajuda médica.

A nutricionista clínica funcional Nara Parente adverte. "O ideal é ser passado por uma nutricionista, não há como garantir que as receitas da internet sejam adequadas àquele paciente", diz. Além da inserção de vegetais verdes da família das Brassicaceae, como o brócolis e a couve manteiga, na alimentação, é importante atentar para a ingestão de fibras e de água.

Ela alerta que uma não desintoxicação adequada pode acarretar problemas ao corpo como vários tipos de câncer, esteatose hepática, infertilidade, envelhecimento precoce da pele, queda de cabelo e fragilidade de unhas. O indicado é tentar não sobrecarregar os órgãos responsáveis pelo detox, não combinando remédios com bebida alcoólica ou evitando alimentos com corantes e conservantes.

Quando os excessos já são previstos, a dica é manter a hidratação e consumir vegetais verdes até 72 horas depois da festa. "O ideal é que se você já sabe que vai ter o fator álcool, então você evita outros fatores como corante, conservante, enlatados, salsichas, salames, refrigerantes e sucos artificiais e garante uma boa hidratação no momento do consumo do álcool", recomenda a nutricionista.

A especialista em marketing digital Débora Lena Fonseca, 41, faz dieta detox há três anos. Todas as manhãs ela prepara um suco com couve, maracujá, chá e limão. A rotina começou porque ela estava com problemas de intoxicação e alergia. O tratamento foi pensado de forma conjunta entre endocrinologista, alergologista e nutricionista. "Eu comecei a tomar e comecei a perceber que meu intestino e minha disposição começaram a melhorar. Melhorou muito minha questão imunológica", relata.

O que tem no suco verde

- Vegetal verde da família das Brassicaceae, como repolho, couve, brócolis e nabo. Normalmente, é utilizado a couve-manteiga, por interferir menos no sabor.
- Fruta, de preferência mais doce, para que não seja necessário adicionar açúcar. Alguns exemplos: abacaxi, laranja, maçã.
- Água de coco ou chás, como de capim santo ou hortelã. Para algumas pessoas não é recomendável, já que são alimentos diuréticos.
- Algo a mais para aromatização: gengibre, cúrcuma, limão, pepino…

Sintomas de que é preciso um reforço no detox

- Falta de sono ou dificuldade para dormir
- Indisposição
- Intestino preso
- Dor na evacuação
- Vontade exagerada de doces e massas
- Desequilíbrios hormonais
- Dificuldade de perda de peso

HELOISA VASCONCELOS