PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Operação de ônibus tem novo modelo durante período de ataques

| Transporte público | Corujão começa mais cedo. Veículos estão entre alvos principais dos atentados, que começaram dia 2

01:30 | 11/01/2019
CIRCULAÇÃO de ônibus na Capital e Região Metropolitana está inconstante desde início dos ataques Evilázio Bezerra
CIRCULAÇÃO de ônibus na Capital e Região Metropolitana está inconstante desde início dos ataques Evilázio Bezerra

Após nove dias de ataques causados por facções criminosas no Ceará, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) decidiram por um novo modelo de operação com redução da frota de ônibus na Capital no período da noite. Isso ocorre um dia depois da tentativa de operar com 100% da frota e precisar reduzir novamente a 30% devido a ataques à noite.

 

No modelo implantado, a partir das 20 horas todos os veículos nas ruas contam com policiais embarcados. Após as 21 horas, apenas 161 carros circulam em regime parecido ao que normalmente funciona durante a madrugada, o Corujão.

 

Os ataques a veículos, equipamentos e órgãos públicos, agências bancárias e equipamentos de segurança começaram na madrugada do último dia 2, com a explosão de colunas de viaduto da BR-020 próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal, em Caucaia. Ontem, em Fortaleza, houve tentativa de incêndio em uma concessionária e cinco ataques a veículos, a uma estação de metrô em Fortaleza e a um viaduto sobre a avenida Washington Soares.

 

Decisão da Etufor e do Sindiônibus foi anunciada em nota após mais de uma semana de operação irregular, que deixou a população momentaneamente desassistida pelo transporte público.

 

Conforme Sindiônibus e Etufor, as frotas começaram a ser reduzidas às 20 horas devido à menor demanda, principalmente no período de férias. A partir das 21 horas, o funcionamento das vans será encerrado e funcionarão apenas veículos com policiais. "O transporte público está operando normalmente, porém, precisa se adaptar a todo momento visando priorizar a segurança, levando em consideração a demanda e a ação articulada com as forças de segurança", informa a nota.

 

O transporte metropolitano também foi afetado pela onda de ataques. A empresa Vitória, responsável pelos ônibus entre Caucaia e Fortaleza, informou manter a frota circulando, alterando o horário de recolhimento dos veículos. Conforme nota, a programação será mantida "enquanto não representar riscos para passageiros e colaboradores da empresa".

 

Até o fim da tarde de ontem, 287 pessoas tinham sido detidas por envolvimento com os ataques no Ceará, segundo boletim da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Desde o início da onda de violência foram registrados pelo menos 160 explosões e incêndios em equipamentos públicos e privados em diversos municípios.

 

O POVO tentou contato com o Sindiônibus, das 14h30min às 19h30min de ontem, para obter o número de ataques a ônibus em Fortaleza, mas não foi atendido. Também contactou a Etufor para saber detalhes do planejamento do transporte público para hoje, mas não recebeu respostas até o fechamento desta página. 

 

Números

 

161 Ônibus foi o toal da frota planejado para rodar em Forataleza após as 21 horas de ontem 30 ônibus, aproximadamente, já foram incendiados neste ciclo de ataques, iniciado dia 2

 

9º DIA DE ATAQUES 

Foram encontrados ontem, pela Polícia, 7 mil litros de combustível em depósito clandestino no Jangurussu. A suspeita é de que o material fosse ser utilizados para mais ataques. Ninguém foi preso Divulgação/SSPDS
Foram encontrados ontem, pela Polícia, 7 mil litros de combustível em depósito clandestino no Jangurussu. A suspeita é de que o material fosse ser utilizados para mais ataques. Ninguém foi preso Divulgação/SSPDS

Foram encontrados ontem, pela Polícia, 7 mil litros de combustível em depósito clandestino no Jangurussu. A suspeita é de que o material fosse ser utilizados para mais ataques. Ninguém foi preso 

O VIADUTO da avenida Dr. Joaquim Bento, que cruza a avenida Washington Soares, em Messejana, sofreu ataque por volta das 22 horas de ontem. Agentes de segurança isolaram a área.
 FCO FONTENELE
O VIADUTO da avenida Dr. Joaquim Bento, que cruza a avenida Washington Soares, em Messejana, sofreu ataque por volta das 22 horas de ontem. Agentes de segurança isolaram a área. FCO FONTENELE

O VIADUTO da avenida Dr. Joaquim Bento, que cruza a avenida Washington Soares, em Messejana, sofreu ataque por volta das 22 horas de ontem. Agentes de segurança isolaram a área. 

ÔNIBUS da linha 383 - Parque São João/Siqueira foi incendiado por volta das 10h30min de ontem, na rua E, no bairro São Bento. O veículo, da Viação Siará Grande, foi totalmente consumido pelas chamas. Ninguém ficou ferido. Via WhatsApp
ÔNIBUS da linha 383 - Parque São João/Siqueira foi incendiado por volta das 10h30min de ontem, na rua E, no bairro São Bento. O veículo, da Viação Siará Grande, foi totalmente consumido pelas chamas. Ninguém ficou ferido. Via WhatsApp

ÔNIBUS da linha 383 - Parque São João/Siqueira foi incendiado por volta das 10h30min de ontem, na rua E, no bairro São Bento. O veículo, da Viação Siará Grande, foi totalmente consumido pelas chamas. Ninguém ficou ferido

 

HELOISA VASCONCELOS