PUBLICIDADE
Jornal

Mais Médicos tem mais de 1,4 mil vagas em aberto

| Brasil | Prazo para apresentação dos profissionais aos locais de trabalho se encerrou na quinta-feira. Ainda não há balanço do Ceará

12/01/2019 01:30:00
NULL
NULL (Foto: )
[FOTO1]

Faltam, ainda, 1.462 médicos para compensar o vazio assistencial deixado pelos profissionais cubanos que, até novembro do ano passado, trabalhavam no Brasil. O prazo para a apresentação de brasileiros na segunda chamada do programa federal Mais Médicos se encerrou na última quinta-feira, 10, com o comparecimento de 1.087 profissionais às localidades escolhidas por eles. Quantidade que representa 42,6% do total das vagas (2.549).

 

No Ceará, embora ainda não haja balanço das apresentações, já são conhecidos os municípios que, com a segunda chamada, conseguiram preencher os cargos disponíveis após a saída dos cubanos. Caso de Cedro, que tinha o suporte de seis profissionais estrangeiros.

 

"Cedro preencheu cinco (vagas) na primeira chamada e uma na última segunda-feira (7)", contabilizou Josete Tavares, presidente do Conselho das Secretarias Municipais da Saúde do Ceará (Cosems-CE). Ele lembrou que o município da região Centro-Sul do Estado recorreu à Justiça em 2013 para validar sua adesão ao Mais Médicos e receber o reforço.

 

Contudo, Tavares pontuou que, até a segunda chamada do programa, o Ceará precisava de pelo menos 95 médicos a mais em 42 municípios, considerando tanto as vagas deixadas pelos profissionais caribenhos como as "comuns" que, desde abril do ano passado, não estariam sendo repostas pelo Governo Federal. Antes, disse, o Ministério da Saúde aplicava edital de reposição a cada três ou quatro meses. Medida que ainda não estaria normalizada.

 

Além da falta de reposição, o que preocupa o conselho estadual é que "uma  grande quantidade dos profissionais que aderiram (ao Mais Médicos) já estava no sistema em outras unidades de saúde", o que afeta ainda mais a cobertura assistencial. "Nessa altura, não interessa mais se são as vagas dos cubanos. Interessa repor as vagas em aberto. E, como é um governo novo, a gente tem que cobrar", argumentou Tavares.

 

Nos próximos dias 23 e 24 de janeiro, o Governo Federal abre uma terceira chamada para profissionais interessados nas vagas do Mais Médicos ? cuja remuneração é de R$ 11,8 mil mensais para 40 horas de trabalho. Esse momento, de acordo com o Ministério da Saúde, abre oportunidade para brasileiros graduados no Exterior que já se inscreveram no programa. Caso, na terceira tentativa, as vagas ainda não sejam preenchidas, a quarta chamada será nos dias 30 e 31 de janeiro.

 

Edmar Fernandes, presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, alegou que um dos problemas para o preenchimento das vagas é que "falta um cadastro de reserva para ser chamada (outra pessoa) imediatamente (após a desistência)". Ele acredita que, com a cearense Mayra Pinheiro à frente do programa, a expectativa é de correção do problema. 

 

Números

 

1.087 médicos se apresentaram na segunda chamada do programa

1.462 profissionais faltam para preencher as vagas disponíveis

Luana Severo

TAGS