PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

184 médicos são exonerados em 81 cidades

18/04/2019 20:09:54

SAÍDA DE MÉDICOS

Se apenas 49 médicos se apresentaram para trabalhar em 20 municípios cearenses desde a saída dos médicos cubanos, pelo menos 80 cidades já precisaram exonerar 184 profissionais que integravam o programa Estratégia Saúde da Família (ESF).

O desligamento se deve ao efeito do Mais Médicos, cuja bolsa, de R$ 11,8 mil, mais benefícios como moradia e alimentação, acabaram despertando o interesse dos profissionais que trabalhavam em outras cidades.

Em Tamboril, por exemplo, além dos nove médicos cubanos que deixaram o município, a prefeitura perdeu os três que atuavam no Programa Saúde da Família (PSF).

De acordo com o secretário de Saúde do município, Rainey Martins, até a última segunda-feira, havia apenas um médico para atendimento da equipe anterior.

Dois plantonistas precisaram ser contratados para reforçar o atendimento no único hospital da cidade, que tem ficado superlotado depois que os cubanos foram embora. O fluxo na unidade aumentou em média 50%, diz Martins.

TAGS