PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Mercado dos Peixes terá lixeiras subterrâneas e novo pavimento no entorno

| AVENIDA BEIRA MAR |

24/10/2018 01:30:00
NULL
NULL (Foto: )

[FOTO1] 

O Mercado dos Peixes da avenida Beira Mar passará por melhorias, dois anos e meio após a entrega da última reforma. Serão executadas ações de infraestrutura e de limpeza no local e entorno, e haverá ainda a oferta de capacitação aos permissionários.

 

As obras são realizadas por meio de parceria entre as secretarias municipais do Turismo (Setfor), da Infraestrutura (Seinf), do Desenvolvimento Econômico (SDE), de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e Regional II, além da Cagece.

 

Para adequar as condições de limpeza, garantindo o descarte correto do lixo orgânico gerado no Mercado dos Peixes, serão instaladas quatro lixeiras subterrâneas com capacidade para armazenar, no total, 4 m³ de resíduos.

 

Em termos estruturais, a melhoria no entorno é a nova pavimentação, a ser concluída junto com as obras de requalificação que já estão acontecendo na Beira Mar. O trecho entre a Travessa Bauxita e o Mercado dos Peixes começou a receber mudanças em agosto, com nova galeria de drenagem e bocas de lobo. Será instalado piso intertravado no lugar de asfalto, para facilitar o escoamento da água e amenizar a sensação térmica. As intervenções contemplam também rede coletora de esgoto, internalização de fios de telecomunicação e reforma das calçadas.

 

Para a eficiência dos ajustes nas instalações, Ferruccio Feitosa, secretário da Regional II, alerta que é preciso conscientização dos permissionários e da população. "O mercado já recebe varrições diárias, duas lavagens (semanais) do ambiente. Também são realizadas (intervenções) para afastar o mau odor. 

 

Com as obras de melhoria, todos os espaços estarão atendendo melhor o comerciante, os frequentadores e os turistas".

 

O Mercado dos Peixes foi entregue reformado em março de 2016, com uma nova estrutura que gerou impulso nas vendas dos pescados em mais de 70%. 

 

Atualmente, o equipamento é responsável por empregar diretamente cerca de 200 pessoas, além dos 2,5 mil pescadores que fazem o abastecimento dos produtos. "Essas ações serão favoráveis para todos os fortalezenses. Este local é um dos maiores pontos de referência econômica e turística de Fortaleza e o nosso objetivo é incentivar cada vez mais o crescimento local e do Estado", afirma o titular da Setfor, Régis Medeiros.

 

Os cursos de capacitação para os permissionários serão voltados para empreendedorismo, finanças básicas, gerenciamento de vendas e noções de vigilância sanitária. "Tudo isso é parte de um trabalho pensado para gerar e impulsionar a empregabilidade em Fortaleza, e para manter o Mercado dos Peixes em processo de atualização para o que há de mais moderno", destaca Mosiah Torgan, secretário da SDE.

Jullie Vieira

TAGS