PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Urbanização da Lagoa da Parangaba prevê realocar feira do bairro

| REQUALIFICAÇÃO | Já licitada, obra custará em torno de R$ 6 milhões ao Município e não inclui despoluição da água

19/07/2018 01:30:00
NULL
NULL (Foto: )
[FOTO1]

Cobrança feita há anos pela comunidade, a requalificação da Lagoa da Parangaba deverá ser iniciada no próximo mês. A Prefeitura de Fortaleza anunciou ontem para moradores e trabalhadores do bairro o pacote de intervenções urbanísticas que, segundo a gestão, deverá ser um dos principais pontos de lazer da Cidade. O projeto fará, ainda, o reordenamento da tradicional feira no entorno da lagoa. A despoluição do espelho d´água, no entanto, não é prevista.


Orçada em cerca de R$ 6 milhões, a requalificação divide a área da lagoa em quatro setores: norte, sul, leste e oeste. Com as mudanças, a feira da Parangaba, que atualmente funciona aos domingos na esquina das avenidas Gomes Brasil e Américo Barreira (setor norte), será realocada para novo espaço na altura da rua Pedro Muniz (setor leste). Durante o anúncio das intervenções, no Ginásio do bairro, foram entregues os Termos de Permissão de Uso aos 1.100 permissionários da feira que foram recadastrados pela Regional IV no início deste ano.


O novo espaço para o comércio popular será um corredor formado por barracas padronizadas, divididas por diversos segmentos (confecção, eletrônicos etc.). Outra demanda antiga que a gestão promete executar é a construção de banheiros na área comercial. O secretário da Regional IV, Francisco Sales, informou que o espaço poderá receber em torno de 1.500 permissionários.


Sobre comércio ilegal na feira, como venda de armas de fogo ou animais silvestres, o prefeito Roberto Cláudio declarou que espera ter o apoio dos órgãos de fiscalização. “A gente espera que esse novo ordenamento da feira possa garantir que somente atividades legais e o bom empreendedorismo se estabeleçam na feira ordenada”, prospecta.


O prefeito ainda anunciou, para o segundo semestre deste ano, a urbanização das lagoas do Porangabussu e da Maraponga.


Com mais de 60 mil m², o espaço a ser requalificado na Parangaba deverá receber melhorias de pavimentação, instalação de nova iluminação e substituição de pisos, além de ciclovia, quiosques de alimentação, banheiros, equipamentos de lazer e até um mirante.


“Ela é a princesinha do bairro”, elege Valdizélia Alves, 56 anos, a lagoa encravada na Parangaba. A dona de casa, que reside há 32 anos na região, acompanha o desenvolvimento do bairro que considera “tranquilo” e torce para que as intervenções sejam concluídas para que ela possa voltar a caminhar no local.


“É uma obra também de mobilidade urbana, visto que também atende ao pedestre e ao ciclista”, afirma Manuela Nogueira, titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura.


Segundo a gestora, a obra não prevê desapropriação ou remoção de famílias, e nem interrupção e desvio de tráfego, uma vez que as intervenções serão realizadas do meio-fio já existente para dentro da área da lagoa.


Manuela Nogueira também apontou que a Prefeitura e a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), em parceria, inspecionarão as edificações para verificar se há lançamento indevido de dejetos dentro da lagoa.

[FOTO2]

Isaac de Oliveira

TAGS