PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Recusar e reutilizar são palavras-chave para diminuir uso de plástico

18/07/2018 01:30:00

“Não precisa da sacolinha, obrigada”. “Você pode colocar o suco no copinho que eu trouxe?”. “O canudinho você pode levar de volta que eu não uso. Valeu!”. Não é raro encontrar caras confusas durante as minhas andanças na rua. Tudo porque, de uns tempos para cá, resolvi adotar um estilo de vida que tenta gerar o mínimo de impacto ambiental possível. É uma tarefa difícil, mas com certeza mais compensadora do que ceder à efemeridade (ilusória, diga-se) do mundo de plástico.


Parar e pensar na quantidade de coisas que consumo foi o meu primeiro passo. Logo depois, questionei alguns hábitos.

Assim, passei a planejar.


Estou saindo de casa para ir ao mercado? Vou levar minhas sacolas retornáveis. Vou comer um sushi com o marido? Fácil: coloco meu hashi na bolsa e tô pronta. Uma festinha com amigos? Meu copinho de silicone dobrável cabe perfeitamente até nas minhas menores bolsinhas e ainda suporta bebidas quentes e geladas, como merece ser um bom chope.


As palavras-chave são recusar e reutilizar. Na minha bolsa, tenho sempre comigo um kit de sobrevivência, com copo, talher, guardanapo, canudo de inox. Tudo isso posso lavar quando chegar em casa.


São pequenas coisinhas assim que podemos adotar no nosso dia a dia e que podem gerar um impacto enorme no mundo.

Você pode pensar: mas quem sou eu para reverter o caso da poluição nos oceanos? Desista desse pensamento e comece a mudar o mundo do jeito que pode. Quem sabe você não consegue influenciar um amigo, que influencia a tia, que influencia a avó, que influencia a vizinha...? Juntos podemos mais.


CAROLINA ESMERALDO

JORNALISTA

TAGS