PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Fortaleza começa a encarar preocupação e preparação para as chuvas

| FORTALEZA | Como áreas de risco demandam atenção na quadra chuvosa, Prefeitura implementa ações de contingência

01:30 | 17/02/2018

CANAL DO LAGAMAR passa por operação de limpeza EVILÁZIO BEZERRA
CANAL DO LAGAMAR passa por operação de limpeza EVILÁZIO BEZERRA
Com o melhor prognóstico dos últimos dez anos, 2018 tem expectativa de chuvas acima da média, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Com mais precipitações, vêm os velhos problemas da quadra chuvosa em Fortaleza: alagamentos em vias e diversos problemas em áreas consideradas de risco. As ações de contingência, divulgadas no começo do ano, já estão em funcionamento, segundo a Prefeitura.  

De acordo com a assessoria da Secretaria Regional do Centro, responsável pela Defesa Civil neste período da quadra chuvosa, já foram realizadas limpezas na Lagoa do Opaia (Vila União), em uma área do Bom Jardim e no Lagamar, havendo previsão do início de outra ação na segunda-feira, 19, em local a ser confirmado. 

O POVO visitou o canal do Lagamar ontem e encontrou equipes da Prefeitura tirando lixo das margens. Os funcionários garantiram que o canal foi completamente limpo, mas a água ainda exalava odor.  

A dona de casa Maria da Conceição, 52, moradora do local, afirma que todos os anos a região alaga e doenças relacionadas a mosquitos se tornam comuns. “Eu perdi tudo ano passado na enchente. Ainda não tenho nada, porque tenho até medo de comprar. Aqui não tem condições nem de a pessoa comprar móvel, porque todo ano tem que jogar fora”, lamenta.  

Segundo ela, as ações da Prefeitura na região são raras, mesmo durante os alagamentos. “Nem quando a gente está na água, não tem ninguém para socorrer a gente. Nem para dizer assim ‘vocês querem abrigo, vocês querem uma lona, para sair da água?’”, denuncia. 

Outro local de constantes alagamentos, as margens do Rio Cocó na BR-116 se encontram sem limpeza.  

“Ainda não começou a alagar porque foram as primeiras chuvas, mas costuma alagar, a água vai pela pista (da rodovia)”, relata a vendedora Silvia Helena, 47. Ela conta que já contraiu chikungunya, mas ainda comemora as cheias do rio com peixes nas mãos. A chuva vira fartura para quem pesca no local. Em janeiro, o prefeito Roberto Cláudio divulgou o plano de contingência para a quadra chuvosa de 2018, que inclui a limpeza de 140 canais, rios e lagoas, a desobstrução das bocas de lobo de 84 vias e políticas de abrigamento e distribuição de lonas, redes e cestas básicas junto à Defesa Civil. O POVO entrou em contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) para questionar sobre outras ações realizadas na Cidade, como a Operação Tapa-Buracos. A assessoria comunicou que mais informações seriam divulgadas pelo prefeito apenas em coletiva de imprensa que deve acontecer na próxima semana. 

 

100 Locais, entre canais, lagoas e rios, devem passar por limpeza de janeiro a março. Outros 40 passaram no último semestre 

40 São os locais com alta prioridade para execução do serviço, sendo 17 na Regional 6  

 

 

AÇÃO PÚBLICA

Plano de Contingência para a quadra chuvosa inclui a desobstrução de bocas de lobo de 84 vias de Fortaleza, além de limpeza de rios, canais e lagoas e medidas de suporte da Defesa Civil. 

HELOISA VASCONCELOS