PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Iracema Bode Beat volta a animar o pré-Carnaval de Fortaleza

Foliões se reuniram no Largo dos Tremembés e acompanharam o cortejo do bloco até a Praça Verde do Dragão do Mar

01:30 | 29/01/2018

TRAJETO O bloco se reúne no Largo dos Tremembés e segue até o Dragão do Mar JULIO CAESAR
TRAJETO O bloco se reúne no Largo dos Tremembés e segue até o Dragão do Mar JULIO CAESAR
Diversidade, colorido, fantasia, transgressão. O Bloco Iracema Bode Beat volta a animar o pré-Carnaval de Fortaleza com uma narrativa inovadora que reúne várias performances, como a da Índia Iracema, do Bode Ioiô e do poeta Mário Gomes. Os foliões acompanharam o cortejo do bloco neste domingo, saindo do Largo dos Tremembés em direção à Praça Verde do Dragão do Mar. A festa se encerrou com os shows de Daniel Groove e Nayra Costa. Os próximos desfiles serão realizados nos dias 04 e 11 de fevereiro.

 

Este ano, o enredo incluiu o personagem do poeta Mário Gomes como par romântico da Índia Iracema, interpretada pela travestida Yasmin Shirran. “O poeta marginal, Mauro Gomes, engoliu estrelas e dormiu mais mil anos, por isso que encontramos ele”, diz Tauí Castro, idealizador do bloco.

 

Crianças, casais e amigos, acompanharam o cortejo ao som da Iracema Big Band e aproveitaram para brincar sob a grande alegoria do Bode. Segundo Tauí, a imagem do Bode representa a mitologia nordestina, incluindo tudo o que há, inclusive de negativo, como é o caso do machismo. “Queremos abarcar toda essa transgressão”.

 

A atriz Bruna Pessoa, 24, foi conferir pelo segundo ano o bloco e considera importante a personagem da Iracema ser travesti para romper com o romantismo de José de Alencar. “O bloco vai abrindo outras possibilidades de se ser no Carnaval”.

 

A pedagoga Isabelle Siqueira, 37, também participou pela segunda vez do desfile: “Essa questão cultural é muito importante”. Já a analista de Recursos Humanos. Morgana Castro, 35, levou o filho Raul, de dois anos, e o marido Marco Rudolf, 32, para acompanhar o Iracema Bode Beat: “Moramos na Praia de Iracema e acho ótimo esse movimento cultural para o bairro, pois traz um público agradável”.   PERSONAGENS

 

LIBIDOSérgio ouviu falar bastante do Iracema Bode Beat e este ano resolveu conferir o bloco. “É maravilhoso. Adoro quando tem cortejo, você vai vivendo a cidade”. Diz que desde a barriga da mãe já adora festa e não perde um Carnaval. “Sempre estou aí exibindo minha libido nos blocos”.

SÉRGIO DE SOUSA Funcionário públicoPERSONAGENS DIVERSIDADESamara considera o bloco inclusivo. “Vejo pessoas de vários estilos, gostos diversos. Traz tolerância e respeito”. A foliã, que também é psicóloga, administra o instablog @turbilhaodevida, no qual aborda temas como preconceito e feminismo. Samara se identifica com a proposta do Iracema Bode Beat por contribuir com a diversidade.SAMARA SILVEIRAFuncionária pública BRINCADEIRA

 

“Causa Comigo” é a proposta do grupo das estudantes que se vestiram de noivas para acompanhar o Iracema Bode Beat. Ariadna diz que as amigas nunca passaram um Carnaval juntas e que, por isso, decidiram aproveitar a festa com a mesma fantasia. “A frase é porque ninguém quer casar, só causar”.ARIADNA ALENCAREstudante