PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Ministério Público investiga farinata da prefeitura de São Paulo

21/10/2017 01:30:00

A Promotoria de Justiça de Direitos Humanos da capital instaurou um procedimento administrativo de acompanhamento de política pública destinado a obter informações sobre o granulado - chamado de farinata - que será distribuído pela prefeitura de São Paulo à população em situação de vulnerabilidade social.


A farinata é produzida com ingredientes com data de validade próxima do vencimento ou fora do padrão de comercialização. Segundo a administração municipal, o produto tem qualidade nutricional e segurança de consumo garantidos. A produção será feita em parceria entre a prefeitura e o Instituto Plataforma Sinergia. O produto é doado à população com insegurança alimentar ou atingidas por catástrofes naturais ou humanitárias.


À prefeitura de São Paulo, o MP encaminhou cinco perguntas sobre o composto, entre elas por qual razão o alimento convencional será substituído pelo de emergência. Entre as perguntas estão: “Qual o motivo para a substituição do alimento convencional pela nutrição de emergência?”; e “Do que se trata o granulado, qual sua composição e seu valor nutricional?”. Além disso, o MP solicita o envio da documentação técnica produzida pela prefeitura para subsidiar a decisão de distribuir o produto.


Em nota, a prefeitura disse que o principal objetivo da política será a redução do desperdício de alimentos, por meio do incentivo de práticas de manejo eficiente.

 

Adriano Nogueira

TAGS