PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Autor de disparos em escola de Goiânia é transferido pela polícia

24/10/2017 01:30:00
O adolescente de 14 anos apreendido pelo ataque a mão armada no Colégio Goyases, em Goiânia, foi transferido na tarde de ontem da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) para um centro de internação. O local, definido pelo Juizado da Infância e Juventude (JIJ), não foi divulgado por questões de segurança. O garoto deve cumprir 45 dias de internação provisória.

 

No último sábado, 21, a juíza plantonista Mônica Cezar Moreno Senhorelo havia decidido pela internação no Centro de Internação Provisória (CIP) de Goiânia. A advogada do estudante, Rosângela Magalhães, disse que iria buscar uma internação em outro local sob a alegação de que o CIP não seria seguro, uma vez que o caso é de grande repercussão e o adolescente é filho de policiais militares. O estudante pode ter sido encaminhado a qualquer um dos dez centros de internação do Estado, dentro ou fora da capital.


Uma das adolescentes baleada durante o ataque recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na manhã de ontem. A jovem, de 13 anos, continuará o tratamento em um leito de enfermaria do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).


A outra paciente que continua no Hugo, também de 13 anos, está em estado regular, consciente e também respira de forma espontânea. Ela segue internada em uma UTI do hospital.Outra vítima, um garoto de 13 anos, recebeu alta hospital no domingo, 22.

Adriano Nogueira

TAGS