PUBLICIDADE
Jornal

Para secretário, grupo paulista não está na cadeia de comando

Sem acordo.

01/02/2019 03:42:18

Informações cruzadas dos serviços de inteligência do governo do Ceará teriam detectado que o PCC não estaria envolvido, até agora, na atual onda de ataques. O secretário da Segurança Pública do Estado, André Costa, explica que, a partir também das prisões de suspeitos ou de pessoas flagradas durante os atentados, é feito um trabalho de identificação, interrogatório e análise de material para esquadrinhar a "cadeia de comando".

De acordo com o secretário, "algumas ordens vêm dos presídios e outras da rua". André Costa esclarece que a transferência de 39 presos para o presídio Federal de Mossoró (RN) obedeceu a uma identificação feita pela Secretaria da Administração Penitenciária e SSPDS de quem comandou os ataques de dentro do sistema penitenciário. "Não importa qual a facção que o preso pertence ou qual será atingida".

Como O POVO revelou, com exclusividade, de 20 a 26 presos do PCC não foram transferidos para Mossoró, permanecendo isolados na CPPL3 em Itaitinga. André Costa informa que, logo nos primeiros dias da onda de atentados, houve "um princípio de amotinamento" de presos nesta penitenciária. "Não há provas de que estavam comandando nada de lá". Desde o início da crise, foram isolados e foram suspensas as visitas na CPPL3 e CPPL1.

André Costa afirma que "não há conversa ou acordo com nenhum um grupo criminoso". Ele diz que, no último final de semana, depois de uma ação conjunta com a Polícia Federal, "foi preso no aeroporto de Fortaleza o maior nome dessa facção (PCC) que dizem que Estado negociou acordo". Seria Anderson Joseano do Carmo Fiúza, 28, preso com 40 kg de maconha ao lado de Fábio Eugênio Lima Rodrigues, 48. "Pra nós não tem importância sigla de facção, cor de facção, enfim. Pra nós, preso é preso", diz.

Segundo o secretário também não haveria a preocupação do gabinete de crise instalado no Ceará com a possibilidade do PCC desencadear uma onda semelhante aos daqui pelo Brasil.

NULL