PUBLICIDADE
Olimpíadas
NOTÍCIA

Zach Lavine cumpre protocolo contra Covid-19 e se junta à seleção dos EUA em Tóquio

O jogador do Chicago Bulls não viajou inicialmente com o restante da seleção estadunidense de basquete

11:37 | 21/07/2021
Zach Lavine entrou em protocolo de quarentena de prevenção contra a Covid-19 e não viajou com a seleção de basquete dos Estados Unidos para as Olimpíadas de Tóquio. Ele irá para Tóquio após cumprir quarentena (Foto: Ned Dishman / NBAE / Getty Images / Getty Images via AFP)
Zach Lavine entrou em protocolo de quarentena de prevenção contra a Covid-19 e não viajou com a seleção de basquete dos Estados Unidos para as Olimpíadas de Tóquio. Ele irá para Tóquio após cumprir quarentena (Foto: Ned Dishman / NBAE / Getty Images / Getty Images via AFP)

Zach Lavine, astro do Chicago Bulls da NBA, cumpriu o protocolo de prevenção para o novo coronavírus e vai se juntar à seleção dos Estados Unidos antes da estreia nos Jogos Olímpicos, informou a Federação Americana nesta quarta-feira.

Lavine, que não viajou com o restante da delegação olímpica na segunda feira, "se juntará à equipe dos Estados Unidos em Tóquio na tarde de quinta-feira", informou a federação (USA Basketball) em um comunicado.

O retorno do armador All-Star é um alívio para seu treinador, o veterano Gregg Popovich, que atualmente tem poucos jogadores em Tóquio para se preparar para a estreia olímpica contra a França, no domingo.

Além de Lavine, Jrue Holiday e Khris Middleton do recém sagrado campeão Milwaukee Bucks e Devin Booker, do vice Phoenix Suns, também viajarão para o Japão logo após sua participação nas finais da NBA, na terça-feira.

Lavine, de 26 anos, havia entrado no protocolo de prevenção do novo coronavírus logo após o jogo de domingo contra a Espanha, último amistoso dos Estados Unidos na concentração em Las Vegas (Nevada).

A USA Basketball não esclareceu se o armador, que nesta temporada teve uma média de 27,4 pontos por noite, testou positivo para Covid-19 ou esteve em contato direto com alguma pessoa infectada.

Anteriormente, dois outros jogadores do 'Team USA' também foram isolados do time de acordo com os protocolos de prevenção: Bradley Beal (Wizards) e Jerami Grant (Pistons).

Beal, o segundo cestinha da temporada da NBA, acabou sendo substituído na lista final pelo jovem ala Keldon Johnson (Spurs).

Os Estados Unidos conquistaram seis das sete medalhas de ouro em disputa desde que passaram a utilizar jogadores profissionais, mas sua última participação internacional foi uma derrota decepcionante nas quartas de final do Mundial da China-2019 contra a França.