PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Bottas garante pole no GP de Eifel, acompanhado por Hamilton

21:25 | 10/10/2020
Bottas vai largar na frente neste domingo  (Foto: ANDREJ ISAKOVIC/AFP)
Bottas vai largar na frente neste domingo (Foto: ANDREJ ISAKOVIC/AFP)

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, vai largar neste domingo na pole position no Grande Prêmio de Eifel de Fórmula 1, disputado no circuito de Nürburgring, na Alemanha, 11ª etapa da temporada, acompanhado pelo companheiro de equipe, o britânico Lewis Hamilton, que terá o chance de igualar o recorde de Michael Schumacher de vitórias na modalidade.

A pista de Nürburgring não recebia uma prova da F1 desde 2013, embora fosse uma das pistas favoritas de Schumacher, que nasceu a menos de 100 km deste autódromo, onde venceu cinco vezes em sua carreira.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, ficou em terceiro lugar na qualificação no sábado.

"Para ser honesto, pensei que poderia fazer melhor", admitiu o jovem holandês, embora quisesse ser otimista: "Mas estamos cada vez mais perto" da Mercedes.

O monegasco Charles Leclerc conseguiu colocar sua Ferrari na quarta posição, enquanto seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel, que se juntará à equipe Aston Martin (agora Racing Point) no próximo ano, foi eliminado no segundo treino classificatório (Q2) e teve que se contentar com o 11º lugar na linha de partida.

Vettel, tetracampeão mundial, continua com a sua decepcionante temporada e neste domingo vai largar numa posição em meio ao perigo de possíveis acidentes nos primeiros metros.

A Renault fez um bom trabalho no circuito alemão ao colocar seus dois pilotos, o australiano Daniel Ricciardo e o francês Esteban Ocon, em sexto e sétimo, respectivamente, à frente dos carros da McLaren e Racing Point.

O espanhol Carlos Sainz, pela McLaren, fechou o Top 10, dividindo a linha de largada com o mexicano Sergio Pérez (Racing Point) e atrás de seu companheiro na equipe britânica, Lando Norris (oitavo).

O alemão Nico Hulkenberg, que substituiu o doente canadense Lance Stroll no último minuto, foi o vigésimo com o seu Racing Point, já que teve que fazer a qualificação sem ter testado o carro primeiro.

"Me chamaram por volta das 11h (local), disseram para fazer um teste de covid-19 e estou aqui. Conheço bem o circuito e tenho muitas histórias aqui nas categorias inferiores do esporte motorizado", explicou o piloto.

O alemão já havia substituído outro piloto da Racing Point, Sergio Pérez, no Grande Prêmio da Inglaterra e no 70º aniversário do Campeonato Mundial em Silverstone no início de agosto, devido a um teste positivo para o coronavírus do mexicano.

O francês Pierre Gasly, que com seu Alpha Tauri deu uma das grandes surpresas da temporada ao vencer o Grande Prêmio da Itália em Monza há um mês, se classificou em 12º, atrás de Vettel.

As sessões de classificação ocorreram quando os pilotos e suas equipes realizaram apenas um treino livre pela manhã deste sábado, já que os outros dois programados na sexta-feira foram canceladas devido às más condições climáticas, que impediam o acesso do helicóptero de socorro em caso de acidente grave.