PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Instituto doa cartões-alimentação e bolas a famílias de Fortaleza para estimular prática esportiva

Ação do Instituto Esporte Mais (IEMais) irá beneficiar 1 mil famílias da Capital

22:28 | 14/09/2020
Ação do Instituto Esporte Mais beneficiará 1 mil famílias de Fortaleza com bolas e cartões-alimentação (Foto: KELY PEREIRA/ Divulgação/ IEMais)
Ação do Instituto Esporte Mais beneficiará 1 mil famílias de Fortaleza com bolas e cartões-alimentação (Foto: KELY PEREIRA/ Divulgação/ IEMais)

Aplacar a insegurança alimentar de famílias de comunidades vulneráveis e estimular que crianças e adolescentes, que estiveram por meses em isolamento social devido a pandemia de Covid-19, voltem a praticar esportes. Esses são os objetivos do projeto que doará durante o mês de setembro cartões-alimentação e bolas de futebol para mil famílias de 27 comunidades, localizadas em 13 bairros das periferias de Fortaleza, como Boa Vista, Messejana e Jardim das Oliveiras.

A campanha Um Gol Pela Vida é organizada pelo Instituto Esporte Mais (IEMais), localizado no bairro Boa Vista, na Capital cearense. As doações acontecem a partir da articulação da Rede Esporte pela Mudança Social (Rems), por meio da Fundação Gol de Letra, que viabilizou o contato com as empresas doadoras, Ticket Log, marca da Edenred Brasil, e Nike.

Os cartões-alimentação serão recarregados com o valor de R$ 100, durante três meses. A empresa de artigos esportivos Nike realizou a doação de 1200 bolas de futebol. Cada família receberá uma bola e as bolas restantes serão usadas nos projetos do instituto.

Jessyca Rodrigues, coordenadora geral do IEMais, enfatiza o benefício da doação das cestas e bolas para a saúde mental dos beneficiados. “Estamos dizendo àquelas crianças que existe esperança para sonhar, existem possibilidades além da crise. Isso vai passar e o esporte pode transformar vidas”, afirmou, por meio de material de divulgação da campanha.

Boas ações em tempos de pandemia de Covid-19

De acordo com o estudo “Impacto do Coronavírus no Terceiro Setor”, realizado pela Agência do Bem, 67% das ONGs tiveram queda de mais de 50% na arrecadação e 83% podem encerrar ou reduzir significativamente as atividades. O Instituto Esporte Mais paralisou as atividades esportivas, seguindo o decreto estadual, e passou a priorizar a assistência às famílias atendidas na instituição. Desde março, o IEMais realiza a distribuição de alimentos, produtos de higiene, máscaras, acompanhando de perto as 100 famílias atendidas diretamente pelos projetos.