PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Basquete Cearense tem "apagão" no segundo período e perde mais uma partida em casa

Carcará começou na frente, mas não segurou o ímpeto do Flamengo e segue entre os piores desempenhos, com apenas uma vitória no campeonato

Brenno Rebouças
00:02 | 09/11/2019
Carcará só venceu o primeiro dos quatro períodos
Carcará só venceu o primeiro dos quatro períodos (Foto: Stephan Eilert/Basquete Cearense)

Os dois jogos em casa que pareciam uma chance de recuperação para o Basquete Cearense no NBB acabaram virando um pesadelo. Depois de ser derrotado pelo Botafogo no meio de semana, por 76 a 72, o Carcará voltou a perder no Centro de Formação Olímpica na noite desta sexta-feira, 8, dessa vez para o Flamengo, por 88 a 71.

Esse foi o quarto revés do Cearense em cinco partidas disputadas na competição até aqui, um sinal claro que o técnico Dannyel Russo precisa rever alguns conceitos dentro do atual elenco do time. O aproveitamento do Carcará só não é pior que o lanterna, Pato Basquete, não venceu nenhuma.

No primeiro período contra o Flamengo, o Basquete Cearense fez o torcedor presente acreditar que a segunda vitória poderia sair ontem, vencendo por uma margem de seis pontos (24 a 18). Foi só o segundo período começar, no entanto, para os pés dos torcedores alencarinos voltarem ao chão. O time carioca chegou a abrir 21 a 3 e terminou na frente por um pontinho a menos só (32 a 15).

Os últimos dois quartos tiveram diferença mais apertada (17 a 15 e 21 a 17), porém sempre em favor dos visitantes.

O cestinha da partida foi Marquinhos, que marcou 19 pontos. Para ele, a vitória foi uma superação ao cansaço do time. "A gente está há três semanas longe de casa, fisicamente o time está sentindo em alguns momentos, mas hoje jogamos um basquete bem consistente, embora tenhamos começado um pouco abaixo, fomos nos achando no decorrer da partida, abrimos vantagem e fizemos jus dela durante boa parte", analisou.

Pelo Basquete Cearense, o capitão Felipe Ribeiro foi o líder de pontos, rebotes e assistências. Ele reconhece o começo ruim do time, mas prega que a cabeça tem que estar sempre erguida. "Jogar contra o Flamengo é difícil, sabemos do poder deles, é um candidato ao titulo, mas não vamos desistir, acho que começamos mal o campeonato, temos que assumir, alguns jogos poderíamos ter ganhado e não conseguimos. Agora tem São José em casa e quem sabe a gente já dá uma reerguida", disse.

O Carcará volta às quadras na próxima quinta-feira, novamente no CFO, para encarar o São José, que também só venceu uma partida no NBB até agora. Depois, haverá uma sequência de quatro jogos longe de Fortaleza.