PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Desempenho do Basquete Cearense costuma cair na segunda metade dos jogos do NBB

O Carcará saiu derrotado em duas das três partidas jogadas até então por causa da queda de rendimento no fim do jogo

16:54 | 30/10/2019
O Basquete Cearense saiu derrotado de quadra contra o Franca.
O Basquete Cearense saiu derrotado de quadra contra o Franca. (Foto: Marcos Limonti/Divulgação)

No basquete, ter regularidade durante as partidas é fundamental para um resultado positivo ao final delas. Contra o Franca, nesta terça-feira, 29, o Basquete Cearense saiu derrotado do ginásio Pedrocão, na cidade de Franca-SP, por 88 a 80. Apesar de liderar a primeira metade da partida por 45 a 39, o Carcará teve queda de rendimento nos dois últimos quartos e perdeu por 88 a 80.

Foram 14 pontos de diferença impostos pelo Franca, que fez 49 a 35 na segunda metade do embate. Na estreia diante do Rio Claro, no Centro de Formação Olímpica, em Fortaleza, o Cearense também teve uma diminuição brusca no desempenho nesse período do jogo. Apesar da recuperação na reta final da partida, ela não foi suficiente para evitar a derrota por 90 a 87.

A exceção foi no jogo contra o Pato Basquete, quando o Carcará dominou o tempo inteiro e venceu por 78 a 58.

A baixa rotatividade do elenco pode ser um motivo para a redução na performance nos quartos derradeiros. Felipe Ribeiro, de 40 anos, é o sexto jogador com maior média de minutos por jogo no Novo Basquete Brasil (NBB), com 35,04. Rashaun, de 33 anos, é o segundo atleta com mais minutos por partida do Carcará, com 30,04.

Fora de casa, o próximo jogo do Basquete Cearense será nesta quinta-feira, 31, contra o Bauru, às 20 horas, no ginásio Panela de Pressão. A equipe paulista perdeu as três partidas que disputou e está na 14ª colocação do NBB. Já o Carcará, que venceu um e perdeu dois jogos, encontra-se na 11ª posição do certame.