PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Com 24 títulos e 14 anos, atleta cearense de judô pede ajuda para ir ao Pan Americano

Sonhando em participar da competição desde 2017, Pedro Gomes treina por três horas durante três dias na semana

18:45 | 19/08/2019
Aos 14 anos, Pedro coleciona diversas medalhas em âmbito estadual e nacional
Aos 14 anos, Pedro coleciona diversas medalhas em âmbito estadual e nacional(Foto: Foto: Arquivo Pessoal)

Aos seis anos, o atleta de judô Pedro Gomes deu seus primeiros passos dentro do esporte. Hoje são quase oito anos no tatame e de lá para cá foram diversos campeonatos interestaduais e até competições regionais, onde conquistou a primeira colocação 24 vezes.

Em 2019, o momento de maior consagração ocorreu. Ao ficar em segundo lugar no Campeonato Brasileiro sub-15, disputado no Rio de Janeiro, Pedro conquistou classificação para o Campeonato Pan Americano, que acontece entre os dias 02 e 03 de novembro de 2019, no México. Ele foi considerado o melhor atleta do ano na categoria sub-15, o que lhe concedeu homenagens da Federação Cearense de Judô.

Sonhando em participar da competição desde 2017, hoje Pedro está mais perto que nunca de seus objetivos. Para alcançá-los, o judoca treina por três horas durante três dias da semana na Academia Pratick, no bairro Aracapé, acompanhado do professor Diego Oliveira. Quando julgam necessário, os dois estendem o treinamento para os dias de sábado.

A força de vontade é um dos combustíveis que fez Pedro alcançar sua classificação, mas para disputar o evento representando a Seleção Brasileira de Judô, o atleta terá gastos. Segundo o presidente da Federação Cearense de Judô, Cardoso Neto, a Confederação Brasileira de Judô, órgão que representam no âmbito estadual, tem uma política de apoio financeiro em viagens para atletas a partir do sub-18. “Os recursos que existem hoje para fomento dos atletas não são regidos pela Federação local e sim pela Confederação Brasileira. Nem se quiséssemos ajudar a categoria sub-15 teríamos recurso para isso”. O Presidente, porém, afirma que tentará conseguir auxílio de passagens aéreas junto a Secretaria de Esportes do Estado.

Sem patrocínios, a única maneira que a família encontrou para ajudá-lo foi criando rifas e pedindo ajuda. O montante que precisa ser arrecadado é de nove mil reais, que deverá suprir alimentação, hotel, taxas da competição e traslado do hotel para os locais de competição do atleta e de seu treinador.

Os interessados em patrocinar o atleta ou auxiliá-lo com qualquer valor deverão entrar em contato com Fabiana Silva, mãe de Pedro, pelo telefone (85) 99421-4843,  ou fazer depósitos por meio do site Vakinha ou mesmo nas seguintes contas:

Caixa: Agencia 3604 Op: 013 Conta Poupança: 7888-7

Bradesco: Agência 1379 0 Conta: 1003474-4

Iara Costa / Especial para O POVO