PUBLICIDADE
Esportes

Tsitsipas vê vitória sobre Federer como grande marco na carreira

Stefanos Tsitsipas não conseguiu esconder a emoção após eliminar Roger Federer nas oitavas de final do Aberto da Austrália. Primeiro grego a chegar em uma fase tão aguda do Grand Slam, o jogador de 20 anos e atual número 15 do mundo confirmou que o momento vivido neste domingo é um novo marco em sua [?]

15:00 | 20/01/2019

Stefanos Tsitsipas não conseguiu esconder a emoção após eliminar Roger Federer nas oitavas de final do Aberto da Austrália. Primeiro grego a chegar em uma fase tão aguda do Grand Slam, o jogador de 20 anos e atual número 15 do mundo confirmou que o momento vivido neste domingo é um novo marco em sua carreira e espera que seja o início de uma trajetória de sucesso.

?Esta vitória é um marco na minha carreira. Digamos que foi um bom primeiro passo para algo maior?, disse Tsitsipas. ?Eu sinto que meu jogo está muito bom no momento, estou confiante. Isso é muito importante. Estou realmente empolgado e animado para competir nas quartas de final daqui a dois dias?, completou.

Durante a partida contra Roger Federer, o grego salvou doze break points antes de confirmar o triunfo por 6/7 (11-13), 7/6 (7-3), 7/5 e 7/6 (7-5). E segundo o próprio, o aspecto mental acabou sendo determinante para conseguir lidar com a pressão e vencer um de seus grandes ídolos do tênis.

?Eu estava sacando bem. Acho que fui muito agressivo desde o começo. Eu não cometi erros, fiquei nos pontos e o fiz jogar. Na maioria das vezes ele errou?, avalia o grego, que destacou o aspecto mental do jogo?, ressaltou.

?Foi realmente um jogo muito mental. Eu poderia ter sido quebrado a qualquer momento e saído do jogo, mas isso não aconteceu porque eu realmente queria muito vencer e mostrei dentro de quadra. Com certeza, essa resistência mental ajudou muito. Poderia ter sido um jogo diferente se eu não suportasse essa pressão?, comentou.

Com a vitória sobre Federer, Tsitsipas irá medir forças com o espanhol Roberto Bautista Agut por uma vaga na semifinal do Aberto da Austrália. O rival, inclusive, também chega pela primeira vez em uma disputa de quartas de final em um Grand Slam. ?Se eu conseguir manter os mesmos níveis de concentração que eu tive hoje, a mesma paciência, a mesma resistência mental e a mesma disposição a lutar, tenho certeza tudo vai ficar muito bem?, finalizou o grego.

Gazeta Esportiva

TAGS