PUBLICIDADE
Esportes

Federer e Bencic vencem Zverev e Kerber e Suíça é bicampeã da Hopman Cup

Na reedição da final da última Hopman Cup, um jogo digno de decisão. Diante de 14 mil torcedores (recorde de público na final da competição), Roger Federer e Belinda Bencic venceram Alexander Zverev e Angelique Kerber pelo segundo ano consecutivo, conquistando o bicampeonato em Perth, na Austrália, com placar final de 4/0, 1/4 e 4/3 (5-4). [?]

10:00 | 05/01/2019

Na reedição da final da última Hopman Cup, um jogo digno de decisão. Diante de 14 mil torcedores (recorde de público na final da competição), Roger Federer e Belinda Bencic venceram Alexander Zverev e Angelique Kerber pelo segundo ano consecutivo, conquistando o bicampeonato em Perth, na Austrália, com placar final de 4/0, 1/4 e 4/3 (5-4).

O dia começou com uma vitória impecável de Federer, que segue invicto em 2019, sobre Zverev por 2 sets a 0. Na sequência, Kerber empatou o placar ao vencer Bencic também em sets diretos, jogando a decisão do título para a dupla mista.

Além do segundo título em sequência, Federer conquista o tricampeonato, já que ganhou a edição de 2001 da Hopman Cup ao lado de Martina Hingis.

Na sequência, Federer, Zverev e Kerber seguem para o Aberto da Austrália como favoritos ao título. O suíço tem no total seis troféus e é o atual bicampeão. Kerber venceu em 2016. O primeiro Grand Slam do ano começa em nove dias, no dia 13 de janeiro.

O primeiro set foi um verdadeiro atropelo da Suíça. Em apenas 13 minutos, Federer e Bencic não deram chances para os adversários, que sequer conseguiram confirmar um serviço, e fecharam a primeira parcial de forma impecável, por 4 a 0.

No segundo set, porém, Zverev e Kerber reagiram e deram o troco. Desta vez foram os suíços quem tiveram dificuldades, especialmente Bencic com muitos erros, e confirmaram apenas um game, enquanto os alemães conseguiram duas quebras para fechar a parcial e empatar o jogo.

No terceiro e decisivo set, a partida foi mais equilibrada. Os alemães já começaram se complicando, cedendo a queba de cara no primeiro game, mas não desistiram e seguiram na cola dos suíços até o fim. Até o fim mesmo. Com Federer sacando para o título, Zverev e Kerber tiveram três break points e conseguiram a quebra, forçando o tie-break.

No desempate, as duplas começaram trocando mini breaks e o jogo seguiu extremamente equilibrado, com cada um dando o seu máximo em quadra. Com a partida em 4 a 4, quem fizesse, levava. E no duelo entre Federer e Zverev, quem levou a melhor foi o suíço, que decretou o bicampeonato da dupla.

Gazeta Esportiva

TAGS