PUBLICIDADE
Esportes

Copa do Brasil feminina começa nesta terça com fase classificatória

Copa Brasil feminina de vôlei 2019 terá início nesta terça-feira (22) com as quatro partidas da fase classificatória. Três jogos acontecerão às 19h30: Dentil/Praia Clube (MG) x Curitiba Vôlei (PR), Hinode Barueri (SP) x Osasco-Audax (SP) e Sesi Vôlei Bauru (SP) x Sesc RJ. Na sequência, às 20h, Minas Tênis Clube (MG) x Fluminense (RJ). [?]

20:30 | 21/01/2019

Copa Brasil feminina de vôlei 2019 terá início nesta terça-feira (22) com as quatro partidas da fase classificatória. Três jogos acontecerão às 19h30: Dentil/Praia Clube (MG) x Curitiba Vôlei (PR), Hinode Barueri (SP) x Osasco-Audax (SP) e Sesi Vôlei Bauru (SP) x Sesc RJ. Na sequência, às 20h, Minas Tênis Clube (MG) x Fluminense (RJ). Os vencedores garantirão uma vaga na fase final que será disputada nos dias 1 e 2 de fevereiro, em Gramado (RS). O campeão da Copa Brasil estará classificado para a Supercopa.

A Copa Brasil feminina reúne as oito equipes mais bem classificadas no turno da Superliga Cimed: Dentil/Praia Clube (1º), Minas Tênis Clube (2º), Hinode Barueri (3º), Sesi Vôlei Bauru (4º), Sesc RJ (5º), Osasco-Audax (6º), Fluminense (7º) e Curitiba Vôlei (8º). O campeão olímpico Gustavo Endres, um dos maiores incentivadores do voleibol gaúcho, será o embaixador do evento.

Praia Clube x Curitiba 

O Praia Clube, líder do turno da Superliga, jogará com o Curitiba Vôlei, às 19h30, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG). No ano passado, o time mineiro ficou com o vice-campeonato da competição. Para a líbero Suelen, a equipe de Uberlândia (MG) vai precisar jogar bem taticamente.

?Teremos um jogo decisivo contra o Curitiba. É uma partida importante que vale a vaga na fase final. Vamos jogar em casa e contamos com o apoio da nossa torcida. O time paranaense tem evoluído e será importante jogarmos bem taticamente?, falou Suelen.

No Curitiba, o treinador Clésio destacou a qualidade do time mineiro e chamou atenção para o foto do confronto ser eliminatório. ?Jogar na casa do Praia Clube é sempre difícil. O time mineiro tem muita qualidade e é o atual campeão da Superliga. Como é um jogo eliminatório, tudo pode acontecer nesse confronto. Esse é o nosso pensamento e temos que estar preparados?, explicou Clésio.

Minas Tênis Clube x Fluminense

O Minas Tênis Clube (2º) receberá o Fluminense (7º), às 20h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). A central Carol Gattaz, capitã do time mineiro, conta com o apoio da torcida para buscar a classificação à fase final.

?Jogar em casa é sempre muito bom e importante, ainda mais nesta situação, de jogo eliminatório. O nosso torcedor sempre faz a diferença e é o nosso sétimo jogador. Será um jogo difícil. A equipe do Fluminense tem jogadoras experientes e é muito consistente. Esperamos fazer uma boa partida para buscarmos a vitória e a classificação para a fase final. Este é o nosso objetivo?, garantiu Carol Gattaz.

Pelo lado do Fluminense, a líbero Sassá ressaltou a busca por regularidade do time carioca. ?Temos o objetivo de fazer uma boa partida, procurando olhar um pouco mais para o crescimento da nossa equipe. Estamos buscando regularidade e sabemos que o Minas é uma grande equipe, de alto investimento, então vamos procurar jogar soltas e tentar fazer nosso melhor. Acredito que o favoritismo é delas, mas vamos brigar por cada ponto e pelo jogo até o final. Acreditamos sempre no nosso time?, explicou Sassá.

Barueri x Osasco

O Barueri,  terceiro colocado na fase de classificação da Superliga, terá pela frente o Osasco, sexto, às 19h30, no José Correa, em Barueri (SP). A levantadora Juma, do Barueri, mostra confiança em um bom desempenho do time do treinador José Roberto Guimarães.

?É um jogo decisivo contra o Osasco e vale uma vaga na semifinal. Acredito que vamos precisar de concentração e disciplina tática. Será fundamental entrarmos em quadra focadas no nosso jogo?, analisou Juma.

No Osasco, o treinador Luizomar de Moura comentou sobre o momento atual das equipes na temporada. ?A expectativa maior é que o time continue se comportando bem. Tivemos três bons jogos nesse início de 2019 (vitórias diante de Curitiba, Brasília e São Caetano), e agora vamos enfrentar um adversário que também vem em curva ascendente?, afirmou Luizomar de Moura.

Sesi Bauru x Sesc RJ

O Sesi Bauru, atual campeão paulista, mediará forças com o Sesc RJ, campeão carioca, às 19h30, no Ginásio Municipal Neusa Galetti, em Marília (SP). A levantadora Fabíola, do Sesi  Bauru, espera um jogo difícil e equilibrado, mas mostra confiança no grupo bauruense.

?Enfrentaremos um adversário muito difícil, com um técnico campeão e que nos conhece muito bem. Sabemos o quão grande será o desafio e esperamos um jogo muito equilibrado e complicado que exigirá muito de nossa equipe. É muito difícil encará-las, mas não conseguimos essa vaga à Copa Brasil à toa e vamos entrar conscientes que é uma partida dura, equilibrada e diante de um time campeão e acostumado com esses desafios. Contamos com a força do nosso grupo e também com o ginásio cheio e que a torcida possa nos apoiar muito?, destacou a capitã do Sesi Vôlei Bauru.

No Sesc RJ, a oposta Monique falou sobre o fato de jogar fora de casa no duelo contra o Sesi Bauru. ?Estamos há anos jogando essa fase em casa. Independentemente disso, entraremos muito focadas em continuar evoluindo, dando o nosso melhor. Jogar em casa tem suas vantagens, mas nossa preocupação agora é estar 100% concentradas em buscar a vitória. A cada jogo temos tido uma evolução, um aprendizado e vamos continuar com esse pensamento sem colocar nenhum peso em nossos ombros?, disse a oposta Monique.

Esta é a sexta edição da Copa Brasil. As duas primeiras edições, em 2007 e 2008, tiveram o Rexona-Ades (RJ) e Finasa/Osasco (SP) como campeões, respectivamente. O torneio voltou a ser disputado em 2014, e esta será a quinta edição consecutiva. Na última edição, vitória do Vôlei Nestlé (SP) sobre o Dentil/Praia Clube (MG).

Gazeta Esportiva

TAGS