PUBLICIDADE
Esportes

Com grande atuação, Brasil estreia na segunda fase do Mundial vencendo a Croácia

A campanha histórica da Seleção Brasileira de handebol no Mundial, realizado na Alemanha, segue a todo vapor. Depois de se classificar para a segunda fase pela primeira vez na história, o time do Brasil conseguiu mais um resultado muito importante, superou a forte seleção da Croácia por 29 a 26 e engatou a quarta vitória [?]

16:15 | 20/01/2019

A campanha histórica da Seleção Brasileira de handebol no Mundial, realizado na Alemanha, segue a todo vapor. Depois de se classificar para a segunda fase pela primeira vez na história, o time do Brasil conseguiu mais um resultado muito importante, superou a forte seleção da Croácia por 29 a 26 e engatou a quarta vitória consecutiva na competição.

Agora, o Brasil ainda terá pela frente mais dois adversários na segunda fase. Nesta segunda-feira, o adversário da vez será a Espanha, às 15h (de Brasília). Na quarta-feira, a equipe do técnico Washington Nunes fecha a participação no Grupo I diante da Islândia, às 12h30 (de Brasília).

Para continuar no caminho pelo título, o Brasil precisa ficar entre os dois primeiros colocados do Grupo I. Caso termine na terceira posição, disputa o quinto posto. Agora, se ficar na quarta posição da chave, disputa a sétima colocação. Na primeira fase, depois de perder para França e Alemanha, a Seleção Brasileira venceu Sérvia, Rússia e Coreia para garantir a classificação em terceiro lugar do Grupo A, atrás apenas de Alemanha e França

A consistência ofensiva foi a marca do time do Brasil no primeiro tempo. Logo nos primeiros minutos, a Seleção aproveitou os erros de ataque da Croácia e as brechas na defesa para abrir 8 a 3. Em desvantagem, os croatas adotaram uma postura mais agressiva no ataque, esboçaram uma reação na reta final da primeira etapa, mas foram para os vestiários perdendo por 17 a 13 para o Brasil.

A superioridade brasileira no primeiro tempo também se provou nos números. Enquanto o Brasil teve 63% de aproveitamento no ataque, a Croácia aproveitou apenas 48% de suas jogadas ofensivas. O destaque individual ficou por conta de Haniel Langaro, efetivo no ataque e na defesa.

Assim como no primeiro tempo, a Croácia apostou no ataque com sete jogadores na segunda etapa, mas acabou sofrendo com os contra-ataques brasileiros. Foi assim que, nos primeiros minutos, Borges e Leonardo Tercariol marcaram duas vezes sem goleiro, deixando o Brasil em vantagem por 20 a 14.

Aos poucos, a Croácia reagiu e encostou no placar, deixando a vantagem brasileira em apenas dois gols. Na reta final, entretanto, pesou a necessidade da seleção europeia de gols, já que o Brasil conseguiu ótimas oportunidades com o gol aberto para confirmar o triunfo por 29 a 26 e, consequentemente, a primeira vitória na segunda fase do Mundial.

Gazeta Esportiva

TAGS