PUBLICIDADE
Esportes

Brasileiras garantem quatro vagas na final do Street League de skate

O Brasil está bem representado no skate. Neste sábado, em busca de uma vaga nas finais da SLS, maior campeonato de skate de rua do mundo, quatro atletas brasileiras conseguiram bons resultados e garantiram um espaço na decisão da competição, que acontece a partir das 15h00 (horário de Brasília) deste domingo. Primeira a entrar na [?]

22:00 | 12/01/2019

O Brasil está bem representado no skate. Neste sábado, em busca de uma vaga nas finais da SLS, maior campeonato de skate de rua do mundo, quatro atletas brasileiras conseguiram bons resultados e garantiram um espaço na decisão da competição, que acontece a partir das 15h00 (horário de Brasília) deste domingo.

Primeira a entrar na pista, Virginia Fortes avançou em oitavo para a grande final. ?Corri na primeira bateria e a torcida me ajudou bastante. Sendo aqui no Rio a gente se sente em casa. Então, foi uma experiência muito boa. Espero seguir evoluindo amanhã (domingo)?, disse a brasileira, que precisou esperar até a última atleta para confirmar a classificação.

Na sequência, Karen Feitosa manteve a regularidade, liderou a competição por alguns momentos, mas avançou na sétima posição. ?Eu estou sem palavras, muito feliz e muito empolgada para amanhã (domingo). Seremos quatro brasileiras na final, será demais. O dia de hoje já deu certo e amanhã vamos para cima?, afirmou.

A próxima brasileira a competir foi Leticia Bufoni, que avançou na primeira colocação. ?Foi muito bom, o nível estava muito alto, estou muito feliz que consegui fazer todas as voltas e consegui acertar as manobras que eu queria. Tive pontos mais altos nas manobras, nas voltas dei uma segurada, mais para garantir os pontos. Quero mudar algumas coisas para ver se eu consigo fazer notas mais altas. Estou feliz, vamos para final. A pista está muito boa, eu demorei um pouco para me acostumar no primeiro dia, mas gostei muito do espaço e agora está tudo fluindo bem?, contou.

A última a entrar na pista foi Pamela Rosa. A skatista de São Paulo demorou um pouco para acertar os movimentos, mas confirmou a classificação na última manobra. ?Fiquei bem nervosa porque dias antes acabei torcendo o meu pé. Mas dei meu máximo e agora estou na final. Consegui a classificação na última manobra, precisava de um 7.0 e acertei um lolie nos últimos segundos. Estou muito feliz e espero fazer melhor?, falou.

Pelo masculino, o único skatista do Brasil a garantir vaga na final foi Ivan Monteiro, que passou em quarto. ?Eu saí do Brasil há dois anos atrás de um sonho de participar da Street League. Em 2018 comecei a disputar e hoje estou chegando em uma final de Super Crowl. Estou realmente sem palavras. É muita felicidade, o mais difícil eu já consegui. Agora é só curtir esse momento?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS