Seletiva Olímpica define últimas vagas na seleção de judô para 2019Mais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Seletiva Olímpica define últimas vagas na seleção de judô para 2019

A última competição do calendário nacional da Confederação Brasileira de Judô de 2018 reunirá no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas (BA), grandes nomes do judô brasileiro e novatos em busca das últimas vagas na seleção principal de 2019. Nos dias 12 e 13 de dezembro, 120 atletas lutarão a terceira e última [?]

15:00 | 10/12/2018

A última competição do calendário nacional da Confederação Brasileira de Judô de 2018 reunirá no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas (BA), grandes nomes do judô brasileiro e novatos em busca das últimas vagas na seleção principal de 2019. Nos dias 12 e 13 de dezembro, 120 atletas lutarão a terceira e última etapa da Seletiva Olímpica ? Projeto Tóquio 2020. O número total de vagas disponíveis será divulgado no Sorteio da competição nesta terça-feira, 11.

?Essa Seletiva é muito importante por ser a última deste ciclo. É o momento em que a gente começa a fechar o funil para a fase final de definição da equipe olímpica para Tóquio 2020?, explica Ney Wilson Pereira, gestor de Alto Rendimento da CBJ, responsável pelo planejamento da seleção principal.

Tiveram direito de lutar a Seletiva aqueles judocas que terminaram o ano nas posições de 2º ao 9º lugar no Ranking Nacional da CBJ em cada categoria de peso olímpica (Ligeiro ao Pesado). A comissão técnica ainda convocou outros atletas por critérios técnicos.

Por outro lado, foram dispensados da Seletiva, ou seja, classificaram-se diretamente para a seleção, os judocas que lideraram o Ranking Nacional e os atletas da seleção 2018 que se mantiveram entre os 18 melhores do Ranking da FIJ após o Grand Slam de Osaka.

Dessa forma, teremos no tatame de Lauro de Freitas judocas renomados, como os medalhistas olímpicos Sarah Menezes (48kg), Ketleyn Quadros (63kg), Felipe Kitadai (60kg) e Leandro Guilheiro (81kg), tentando se manter na briga pela vaga em Tóquio, ao lado de jovens da nova geração, como os medalhistas no Mundial Júnior deste ano, Renan Torres (60kg) e Michael Marcelino (66kg).

Gazeta Esportiva

TAGS