PUBLICIDADE
Mais Esportes

Presidente da FIA diz que assistiu ao GP do Brasil ao lado de Schumacher

Desde que sofreu um acidente enquanto esquiava nos Alpes Franceses, em dezembro de 2013, o estado de saúde de Michael Schumacher é um mistério. Na última semana, um arcebispo alemão disse que o ex-piloto está em estado vegetativo, e nesta terça-feira, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), garantiu que assistiu ao Grande Prêmio […]

10:00 | 06/12/2018

Desde que sofreu um acidente enquanto esquiava nos Alpes Franceses, em dezembro de 2013, o estado de saúde de Michael Schumacher é um mistério. Na última semana, um arcebispo alemão disse que o ex-piloto está em estado vegetativo, e nesta terça-feira, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), garantiu que assistiu ao Grande Prêmio do Brasil ao lado de Schumi.

O GP brasileiro, que foi vencido por Lewis Hamilton, ocorreu no dia 11 de novembro, e Jean Todt confidenciou que na ocasião, estava ao lado de Schumacher na Suíça, onde reside o ex-piloto.

“Sou sempre muito cauteloso quando digo alguma coisa, mas é verdade que vi o GP do Brasil na Suíça com o Michael Schumacher”, disse ao jornal alemão Bild.

Todt, que foi companheiro do alemão em sua época mais vitoriosa na Ferrari, disse também que faz visitas ao heptacampeão mundial de Fórmula 1 com frequência.

“Eu o visito pelo menos duas vezes por mês. Eu vejo Michael, eu amo Michael. Eu vejo sua família. Eu queria que a situação fosse diferente”, afirmou.

Por fim, em tom um tanto emocionado, o dirigente também fez questão de demonstrar toda a sua admiração por Michael Schumacher.

“Eu quase choro. Há fotos dele em todos os meus escritórios e apartamentos. O tempo com Michael sempre será lembrado como o melhor da minha vida. Nós nos amamos porque escrevemos uma história incrível juntos”, completou.

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários