Franca vence clássico e garante vaga na final da Copa Super 8Mais Esportes | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Franca vence clássico e garante vaga na final da Copa Super 8

Pela Copa Super 8, torneio que reúne os oito melhores times do primeiro turno do NBB e dá vaga para a Liga das Américas, a quarta-feira foi de clássico paulista. No Ginásio Pedrocão, em Franca, a equipe da casa recebeu o Paulistano pela semifinal da competição e acabou vencendo por 79 a 67, carimbando seu [?]

21:15 | 26/12/2018

Pela Copa Super 8, torneio que reúne os oito melhores times do primeiro turno do NBB e dá vaga para a Liga das Américas, a quarta-feira foi de clássico paulista. No Ginásio Pedrocão, em Franca, a equipe da casa recebeu o Paulistano pela semifinal da competição e acabou vencendo por 79 a 67, carimbando seu lugar na grande decisão da disputa.

Além do caráter decisivo, a partida foi intensa por conta da rivalidade entre os dois clubes, que fizeram as últimas duas finais do Campeonato Paulista de basquete (com uma vitória para cada lado) e se enfrentaram nas quartas de final da edição de 2017 do NBB. O confronto desta quarta-feira viu os mandantes atuarem muito bem no chute de três, enquanto os rivais da capital sofriam com baixo aproveitamento nos arremessos de quadra.

O destaque do embate foi o ala Lucas Dias. Com ótimo aproveitamento nos chutes de quadra, o atleta de 2,07m foi o cestinha do confronto, com 17 pontos, sete rebotes, três assistências e dois tocos.

Agora, o Franca irá aguardar a definição da partida entre Flamengo e Botafogo, nesta quinta-feira, às 21h10 (horário de Brasília), em plena Arena Carioca, para conhecer seu adversário na grande decisão do torneio mata-mata nacional.

O jogo

No início do confronto, os donos da casa botaram o arremesso de três para cair e aproveitaram o bom momento no fundamento para abrir uma boa diferença no placar. Uma cravada de Cipolini, concluindo bela jogada coletiva do Franca, foi o ponto alto dos mandantes no período.

Enquanto isso, o Paulistano ia bem nos rebotes ofensivos e conseguia um bom número de pontos ?de segunda chance?. Foi por conta disso que, apesar dos rivais chegarem a estar nove pontos à frente no marcador, o resultado do primeiro quarto foi de ?somente? 20 a 16.

O equilíbrio entre as equipes persistiu na rodada seguinte, que terminou com placar de 32 a 26 para o Franca, ainda seguindo no comando do marcador.

No terceiro quarto, os mandantes permaneceram certeiros no chute de três pontos, enquanto o Paulistano seguia com dificuldades em corresponder à altura. Nem mesmo o breve bom momento ofensivo do armador Roquemore foi capaz de deixar os visitantes em nível de igualdade com os adversários.

Os últimos dez minutos de partida viram o Franca administrar sua vantagem, sem sustos, até a marca de dois minutos restantes no período. A partir daí, o Paulistano foi para o tudo ou nada e conseguiu resultados, forçando turnovers dos adversários e enfim convertendo as bolas de três.

No entanto, logo o ímpeto ofensivo dos visitantes acabou e os donos da casa rodaram a bola, esperando o relógio zerar para sair com o triunfo e a classificação para a grande final.

Gazeta Esportiva

TAGS