Participamos do

Com Jesus titular e dois de Sané, City bate Hoffenheim e fica com a ponta

O Manchester City estará no pote 1, que contém apenas os líderes de suas chaves na fase classificatória, no sorteio das oitavas de final da Liga dos Campeões. Jogando em casa, no Etihad Stadium, a equipe de Pep Guardiola saiu atrás do Heffenheim, mas contou com dois gols de Sané para garantir a vitória por [?]
19:15 | Dez. 12, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Manchester City estará no pote 1, que contém apenas os líderes de suas chaves na fase classificatória, no sorteio das oitavas de final da Liga dos Campeões. Jogando em casa, no Etihad Stadium, a equipe de Pep Guardiola saiu atrás do Heffenheim, mas contou com dois gols de Sané para garantir a vitória por 2 a 1 e assegurar a primeira colocação do Grupo F.

Com o resultado, o Manchester City chegou aos 13 pontos ao final das seis rodadas da fase de grupos e ficou com a ponta. O Hoffenheim, por sua vez, estacionou nos três e terminou na última posição. O Lyon, que empatou com o Shakhtar Donetsk, na Ucrânia, em confronto direito, somou seu oitavo ponto e ficou com a segunda vaga, enquanto os ucranianos precisam se contentar com uma vaga na Liga Europa, já que, com seis pontos, fecharam em terceiro.

Reserva nos últimos jogos do Manchester City, Gabriel Jesus recebeu uma oportunidade de Pep Guardiola e foi a referência do time no ataque. O brasileiro, entretanto, não conseguiu fazer valer a chance dada, teve participação discreta no triunfo e passou em branco novamente.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O sorteio que definirá os confrontos das oitavas de final do principal torneio de clubes da Europa está programado para a próxima segunda-feira, em Nyon, na Suíça.

City sai atrás, mas empata na bola parada

Após a fraca atuação ofensiva diante do Liverpool, na derrota do último sábado, quando jogou sem um centroavante, Pep Guardiola resolveu dar mais uma chance a Gabriel Jesus no time titular e, como de costume, o Manchester City buscou uma pressão inicial, facilmente combatida pelo Hoffenheim, bem postado defensivamente.

Seguro na retaguarda, o time alemão ganhou confiança para ir ao ataque. Logo aos 11 minutos, Kramaric exigiu grande defesa de Ederson. O finalista da Copa do Mundo com a Croácia recebeu na ponta esquerda, gingou para cima de Otamendi, trouxe para dentro e bateu colocado no ângulo. O arqueiro brasileiro se esticou todo e fez bela intervenção.

No entanto, três minutos depois, Ederson pouco pôde fazer para salvar o Manchester City. Após bola rebatida, o zagueiro Hubner ia sair na cara do gol, mas foi puxado por Laporte. Sem pensar duas vezes, o árbitro assinalou a penalidade. Na marca da cal, Kramaric deslocou o goleiro brasileiro e bateu no meio da meta para abrir o placar.

Com dificuldades pelo chão, o City buscou o empate na base da bola parada. Em cobrança de escanteio, Gabriel Jesus, na pequena área, cabeceou na trave, desperdiçando ótima oportunidade. No último lance do primeiro tempo, coube a Sané igualar o placar para os mandantes com um golaço. O alemão cobrou falta de média distância com perfeição para balançar as redes.

City cansa de perder chances, mas vira com Sané

No melhor estilo Pep Guardiola de se propor futebol, o Manchester City voltou outro do intervalo. Logo aos dois minutos, depois de escanteio, Laporte teve a chance de se redimir do pênalti cometido ao aparecer livre no segundo pau. O zagueiro, entretanto, cabeceou para defesa de Baumann e, no rebote, dessa vez com o pé, parou novamente no goleiro.

Precisando vencer para almejar ao menos uma vaga na Liga Europa, o Hoffenheim tentou responder o ímpeto do City indo para o ataque. Com o contragolpe à disposição, os ingleses desperdiçaram uma oportunidade inacreditável. Em contra-ataque de três contra a um, Sterling avançou e rolou para Sané, que, na cara do gol, quis tocar para Bernardo Silva. O passe não saiu dos melhores e o português parou em Baumann.

Depois da tomada de decisão errada, Sané se redimiu na jogada seguinte, quando o velocista Sterling puxou novo contra-ataque e encontrou o alemão livre na entrada da pequena área, onde ele dominou errado, mas ainda assim conseguiu driblar o arqueiro e bater para o fundo das redes, virando a partida para o Manchester City.

Após o tento sofrido, o Hoffenheim reconsiderou a postura ofensiva e voltou a ser mais cauteloso. O Manchester City, por sua vez, seguiu criando no ataque, mas perdeu novas oportunidades e não conseguiu aumentar a vantagem. Ainda assim, ficou com a vitória por 2 a 1, que lhe garantiu a liderança da chave.

Lyon empata na Ucrânia e fica com a segunda vaga

No Estádio Olímpico de Kiev, sob nevasca, o Shakhtar Donetsk recebeu o Lyon em confronto direto pela segunda colocação do Grupo F. Precisando vencer de qualquer jeito para se classificar, os ucranianos foram para o ataque no início da partida e abriram o placar com o brasileiro Júnior Moraes. Mas, na segunda etapa, Depay, vivendo grande fase, empatou para os franceses, que seguraram a igualdade por 1 a 1 até o fim e levaram a segunda vaga.

Com o resultado, o Lyon ficou com a segunda colocação ao somar oito pontos, enquanto o Shakhtar terminou a fase em terceiro, garantindo a presença na Liga Europa.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente